Qual o azeite ideal


Que o azeite faz bem à saúde todos já sabem, porém, a cada dia que passa aumenta a variedade

de tipos de azeite que são vendidos nas prateleiras dos supermercados.

Porém, qual realmente é o mais adequado para o nosso consumo?

Quais detalhes eu devo me atentar e que vão fazer toda a diferença na hora da minha compra?

Detalhes que você deve se atentar:

  • A primeira opção a ser descartada são os azeites que estejam em embalagem de vidro transparente. Como a luz atinge-os com facilidade, a gordura boa sofre uma oxidação.
  • Fique longe das embalagem de lata, pois aquele metal possui algumas toxinas             (conhecidas como xenobióticos), que são facilmente atraídas pelo azeite que está dentro do recipiente tornando-os tóxicos. Lembre-se: toda química é solúvel em gordura boa.

Especificações corretas de um azeite ideal a ser consumido:

  • Procure por recipientes de vidro escuro. Este detalhe impede que a luz entre em contato           com o produto.
  • Outro fator que deve ser ressaltado e que você deve ter como hábito, é o de ler os           ingredientes que constam no rótulo. Pois, para os fabricantes economizarem no processo de fabricação do produto e lucrarem ainda mais nas vendas, várias empresas estão misturando outros tipos de óleos junto aos azeites. Um óleo que é muito comum encontrarmos na lista de ingredientes, é o óleo de soja. Então, se você não tem o costume de ler estes detalhes, possivelmente você nunca tenha experimentado um azeite de verdade.
  • Fique atento a acidez dele, dentre as opções que encontrar ela deve ser a menor possível.       Um exemplo de azeite com baixa acidez: 0.2
  • Adquira apenas o azeite extra-virgem.
  • A ultima dica é prestar atenção no local onde o azeite é fabricado e envazado. Os dois      processos devem ocorrer no mesmo país. Pois, caso sejam em locais diferentes, ele pode ter sofrido um processo de oxidação no caminho até ser envazado.

Depois de ter seguido estas especificações e ter escolhido a melhor opção de azeite, 

atente-se as dicas para guardar ele da forma correta na sua casa:

  • Mantenha ele sempre dentro de um armário escuro.
  • Nunca deixe ele perto do fogão, pois ao receber calor a gordura boa pode oxidar.
  • Prefira o azeite na finalização dos alimentos, pois ele não suporta entrar em contato com uma temperatura muito alta sem perder as suas propriedades.

Atente-se a todas estas dicas.

Tenha como hábito ler as embalagens!