Ratanaba


Dakila Pesquisas e a Secretaria Especial da Cultura do Governo Federal visam parceria

Dakila Pesquisas e a Secretaria Especial da Cultura do Governo Federal estão em tratativas visando parceria para levantar o acervo cultural e turístico das construções milenares existentes na Amazônia. Reunião de trabalho neste sentido foi realizada na sexta-feira dia 11 de setembro entre o secretário Especial de Cultura, Mário Frias, o deputado federal Roberto de Lucena (PODE/SP); a assessora de Imprensa, Camila Cortez e o presidente de Dakila, Urandir Fernandes de Oliveira, quando foram abordados temas ligados ao Caminho do Peabiru e Ratanabá, a antiga capital do mundo. Deputado Roberto de Lucena, Presidente de Dakila Urandir, Ministro Mário Frias e assessora de imprensa Camila Cortez. Estão localizados no coração da Amazônia diversas ruínas e construções que remetem às primeiras civilizações que estiveram na Terra, entre elas a desconhecida Muril que construiu edificações padronizadas em todos os continentes posteriormente relacionadas como templos e fortalezas pelos historiadores. O Caminho do Peabiru que na língua tupi, “Pe” tem o significado de caminho e “abiru” gramado amassado e em Irdin (o idioma universal que antecede a primeira língua falada na Terra, a “acadiana”) quer dizer caminho para dentro, são antigos trechos utilizados por diversas civilizações desde muito antes do descobrimento do território americano por países europeus, ligando todo o litoral brasileiro passando por países sul americanos até chegar ao monte Nemrut na Turquia. Em breve uma comissão de ambas as partes visitará vários pontos da região amazônica para realizar grandioso projeto voltado ao turismo científico e cultural na Amazônia.  


Ratanaba: a capital do mundo

Ratanaba a capital do mundo Ratanabá. Palavra do idioma Irdin que significa “dos reinos para o mundo” Ratan= imperadores, império, império dominante. Kinaba = mundo, mundos ou “os que transitam entre os mundos”. A junção das duas palavras Ratanabá significa “do Império para o mundo” ou “dos reinos para o mundo” ou “capital do mundo” Irdin= O primeiro idioma da terra falado pelos Muril A civilização dos Muril foi a primeira que chegou na terra há 600 milhões de anos atrás. Os Muril ficaram aqui até um pouco antes da elevação dos Andes, por volta de 450 milhões de anos atrás. Se estabeleceram por um período de 150 milhões de anos mapeando e demarcando o nosso planeta. O objetivo deles não era colonizar, porém trouxeram pessoas para ajudar no seu trabalho. O Império central dos Muril ficava na região onde hoje existe a Floresta Amazônica. Esse Império que era o centro de toda a civilização, a capital do mundo, era chamado de Ratanabá. Após a finalização do trabalho de mapeamento, os Muril foram embora deixando suas construções e tecnologias. Como nosso planeta era muito bonito, muitos dos trabalhadores e descendentes diretos dos Muril escolheram ficar na Terra. Quando ocorreu a elevação dos Andes devido ao choque de um grande corpo celeste que caiu na Terra, houve a elevação da placa tectônica de todo o continente, o que ocasionou o alagamento da região do Ratanabá, perdendo 30% de sua planicidade. Em função disso todos os rios da região que originalmente iam […]