Pesquisa de Urandir no Castelo de Chambord – França

Já se preparando para a próxima expedição para a França, Urandir Fernandes de Oliveira (UFO) revela algumas informações a respeito da pesquisa realizada no Castelo de Chambord, efetuada durante a primeira expedição da Equipe Zigurats na França, no ano de 2010. Os detalhes marcantes da pesquisa foram as inscrições nas paredes do castelo. Essas inscrições, que a princípio ficam desapercebidas ou sem importância para quem visita o Castelo, pois sua imponência e grandeza desviam a atenção, eram o foco da pesquisa, que catalou todas inscrições relevantes. Concatenando as formas geométricas de algumas, principalmente as mais antigas em alguns recintos do Castelo, percebeu-se uma semelhança com simbologias conhecidas e já catalogadas pelo grupo de pesquisadores do Projeto Portal e Equipe Zigurats em várias outras localidades do planeta, tendo sido feitas em diferentes eras e por diferentes civilizações.  Muitos símbolos coincidiram com encontrados por exemplo no Vaticano e inclusive em alguns lugares de civilizações milenares na América Latina. O Castelo de Chambord é um dos mais conhecidos castelos em todo o mundo em função da sua arquitetura renascentista francesa, combinada com as formas medievais da França e estruturas clássicas da Itália. O palácio é composto de uma fortaleza central equatro torres nos cantos. Contém 440 salas, 365 lareiras e 84 escadarias. O foco da primeira expedição era percorrer os caminhos de Joana D´Arc. Já a segunda expedição programada para abril de 2012, terá como foco os pontos chave onde a lendária figura bíblica Maria Madalena cruzou. Artigo publicado em 2012-03-23 17:36:00.

Urandir Expedicao Franca  Castelo de Chambord

UFO – Urandir Fernandes de Oliveira , o Paranormal

Muitos acreditam que o Projeto Portal é uma seita, uma igreja ou apenas um mundo de fantasia onde os avistamentos de discos voadores e contato com seres extraterrestres e interdimensionais não passam de fraudes, faróis de milha ou invenção da mente dos seguidores.  A verdade é que na região de Corguinho no Mato Grosso do Sul ocorrem intensos fenômenos ufológicos. Nessa região se localiza a fazenda Projeto Portal, cujo líder é Urandir Fernandes de Oliveira conhecido como UFO. Urandir é conhecido por sua paranormalidade  e seus contatos com extraterrestres. Fonte: http://www.urandirparanormal.com.br/ Artigo publicado em 2009-05-27 02:00:00.


Expedição Equipe Zigurats – Peru Bolívia

A 5ª Expedição Brasil – Equipe Zigurats do Projeto Portal realizou pesquisa sobre as culturas dos países andinos durante nove dias no Peru e Bolívia, no período de 20 a 28 de setembro de 2011, com muito sucesso e atingindo seu objetivo, que foi traçar um paralelo entre essas civilizações em relação ao início da presença do homem na Terra e a interferência de outas inteligências neste processo. O estudo sobre o legado da legendária figura andina de Viracocha e seus auxiliares revelou surpresas no que se refere a referências sobre a participação de inteligências com conhecimentos superiores ao humano nas culturas pré-incas e incas, bem como indicou a participação de mulheres com conhecimento superior nestas mesmas civilizações, mostrando inclusive a existência de matriarcados. Além disso, os pesquisadores puderam conferir o uso de tecnologias antissísmicas nas ruínas dos  prédios de diferentes tipos de arquitetura nos sítios arqueológicos visitados, tanto nas culturas pré-incas como na dos incas, bem como formas de governo, ensino, agricultura com o cultivo e armazenamento de alimentos em terraços escalonados (se olhar pela vertical toma a forma de zigurats) nas montanhas, o que propiciava o equilíbrio do micro clima, saúde, etc. Outro fato marcante foi o mistério do transporte e o corte preciso nas enormes pedras colocadas em caminhos estreitos de montanhas altíssimas. Embora não ocorra uma chuva tropical há cem anos em algumas regiões do Peru, ocasionando desertos em várias áreas do país e desde 1970 não caia nenhuma chuva na região metropolitana de Lima, a […]


urandir ufo banco de sementes no artico é construido

Banco de sementes no Ártico

por F. William Engdahl [*] Nota da Redação Projeto Portal: Este artigo foi escrito em 2007, mas contém revelações que mesmo com o passar dos anos, ainda nos fazem refletir. Não há nenhum outro projeto mais interessante no momento do que este muito estranho em um dos cantos mais remotos do mundo, Svalbard. Bill Gates está  investindo milhões de dólares em um banco de sementes no Mar Barents perto do Oceano Ártico, a cerca de 1100 quilômetros do Pólo Norte. Svalbard é um árido pedaço de rocha reclamado pela Noruega e cedido em 1925 por um tratado internacional. É nesta ilha esquecida por Deus, que Bill Gates está  investindo dezenas dos seus milhões de dólares em conjunto com a Fundação Rockefeller, a Monsanto Corporation, a Fundação Syngenta e o governo da Noruega, entre outros, naquilo que é chamado de ‘banco de sementes do fim do mundo’. Oficialmente o projeto chama-se a Caverna Global de Sementes Svalbard (Svalbard Global Seed Vault) na ilha norueguesa de Spitsbergen, no arquipélago de Svalbard.  O banco de sementes foi construído no interior de uma montanha na ilha de Spitsbergen perto da aldeia de Longyearbven.  O banco tem portas duplas à prova de explosão, inundação etc. Com sensores de movimento, duas câmaras pressurizadas e imensas paredes de concreto reforçado e aço com um metro de espessura. Conterá mais de três milhões de variedades diferentes de sementes de todo o mundo, ‘para que se possa conservar a variedade das espécies para o futuro’, segundo o governo norueguês. […]


ONU: quase 30 mil morreram em desastres naturais em 2011

 As Nações Unidas pediram  atenção e precauções em relação às ameaças sísmicas, através das estatísticas publicadas pela Estratégia Internacional para Redução de Desastres (UNISDR) e pelo Centro de Investigação sobre a Epidemiologia dos Desastres (CRED), que mostram que 20.943 pessoas perderam suas vidas em terremotos no último ano. No total, 29.782 pessoas morreram devido diretamente aos 302 desastres naturais. Mas o relatório aponta que no ano passado, 206 milhões de pessoas foram atingidas por diversos desastres naturais no planeta. A chefe da UNISDR, Margareta Wahlström, disse que toda área de risco sísmico deve estar atenta, mesmo que muitos anos tenham se passado desde a última ocorrência, como é o caso do Haiti. O país caribenho não era atingido por um terremoto há 200 anos e, em 2010, sofreu com a morte 220 mil pessoas. Wahlström afirma que “a menos que nos preparemos para o pior, muitas áreas urbanas vulneráveis estão destinadas a ver uma grande perda de vidas devido ao maior movimento de pessoas rumo às cidades”. Outras causas de desastres foram enchentes como as que ocorreram no Brasil, causando a perda de 5.000 vidas, as tempestades nas Filipinas com 3.000 mortos, os furacões nos EUA e o tsunami no Japão. Segundo o relatório, 206 milhões de pessoas foram afetadas por algum dos desastres avaliados em 2011. As enchentes do ano passado no Brasil foram as mais fatais da história do país, deixando mais de 900 mortos, enquanto as da Tailândia provocaram a catástrofe natural mais cara do país, custando […]

Urandir UFO - ONU fala sobre desatres naturais

urandir ufo tremores podem se intensificar

Tremores na terra podem se intensificar

O trabalho considera que pode começar um ciclo de tremores de terra devastadores em todo o planeta A intensificação dos tremores de terra desde 2010 indica a manifestação de um novo ciclo de atividade sísmica com futuros tremores de terra devastadores, concluiu uma investigação publicada na quinta-feira (26 de janeiro) nos EUA, informou a agência de notícias AFP. Na Grécia nesta sexta-feira (27) ocorreu outro terremoto na Ilha de Creta, com 5,2 na escala Rochter a 18 metros de profundidade. Nessa região da Ilha de Creta costuma acontecer frequentes abalos sísmicos. Conforme estudos, na Grécia há uma zona ativa de subducção e por isso é propensa a terremtos. Naquele local há um vulcão que, segundo documentário do Discovery Channel, no passado uma grande erupção vulcânica dizimou muitas vidas e em posteriores esvcavações na região foram encontradas pedras pômis e cinzas. Também na no norte da Itália registrou-se um abalo sísmico nesta sexta-feira (27) na intensidade de 5.3 graus na escala Richter entre a regiáo de Parma e Apeninos e que foi sentido em Milão, Bolonha, Gênova e Firenze. Segundo os autores do estudo, citado pela agência AFP, como relata a agência Lusa, os arquivos históricos revelam uma atividade sísmica frequente nas Caraíbas nos últimos 500 anos, mais particularmente na ilha de Hispaniola, partilhada pelo Haiti e pela República Dominicana. Sismólogos apoiaram-se em numerosos relatos de destruições provocadas por diferentes tremores de terra para avaliar a sua intensidade, a sua situação  geográfica e amplitude e, assim, elaborar um modelo. Outro local que chama a atenção no […]


Leis da Física variam ao longo do Universo

 Fonte: Site Inovação Tecnológica Um dos mais queridos princípios da ciência – a constância das leis da física – pode não ser verdadeiro. Um estudo publicado na mais conceituada revista de física, a Physical Review Letters, afirma que as leis da natureza podem variar ao longo do Universo. O estudo concluiu que uma das quatro forças fundamentais, o eletromagnetismo, parece variar de um lugar para outro. O eletromagnetismo é medido por meio da chamada constante de estrutura fina, simbolizada pela letra grega alfa (α).  Esta constante é uma combinação de três outras constantes: a velocidade da luz (c), a carga do elétron (e) e a constante de Planck (h), onde α = e2/hc. O resultado é cerca de 1/137, um número sem dimensão, o que a torna ainda mais fundamental do que as outras constantes, como a gravidade, a velocidade da luz ou a carga do elétron. Em termos gerais, a constante alfa mede a magnitude da força eletromagnética – em outras palavras, a intensidade das interações entre a luz e a matéria. Nota da Redação do Dakila Pesquisas: Os pesquisadores das Universidades de Nova Gales do Sul e Swinburne, na Austrália, e Cambrige, no Reino Unido, estão prestes a confirmar recente afirmação do ET Bilu, segundo a qual as leis de física conforme a conhecemos não estão totalmente adequadas, existindo outros mecanismos que influem no equilíbrio e movimento dos corpos e que há variantes e outras forças ou leis ainda desconhecidas que atuam nesse mecanismo, algumas delas provenientes de mundos […]

Urandir UFO - variacao-das-leis-da-fisica

Urandir ufo - aquecimento global grande farsa

Aquecimento Global Não Existe mas sim Mudanças Climáticas Previsíveis

Esqueça o aquecimento global – com o Ciclo solar 25 não precisa se preocupar (e se os cientistas da NASA estão certos o Tâmisa será de novo congelado) Um grande estudo, publicado em dezembro passado no Jornal de Física Atmosférica e Solar-Terrestrial mostra que as mudanças climáticas observadas desde 1850 até à data estão associados com cíclicos e previsíveis eventos naturais no sistema solar da Terra com a ajuda de uma pequena contribuição limitada do nosso lado. A pesquisa foi conduzida por Nicola Scafetta, um cientista da Universidade de Duke Cavity Radiometer atividade no Solar Lab Monitor (ACRIM), associado com o Jet Propulsion Laboratory da NASA, na Califórnia. Neste desafio de pesquisa as metodologias utilizadas pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas ( IPCC ) e o uso de um “modelo de circulação geral do clima”(GCM) que ignorar essas influências principais, não reproduzem o ciclo climático observado de dez anos e da multi-década. Conforme descrito no documento, os modelos do IPCC não incorporam os efeitos da modulação das mudanças climáticas, como as nuvens. As nuvens são formadas sob a influência de raios cósmicos durante os períodos de atividade solar baixa. Na verdade, é bem conhecido que as nuvens tendem a tornar as condições mais frias. Situação testemunhada pelo “mínimo de Maunder” do século 17.  Pelo menos 50-70% do aquecimento observado no 20° século  pode estar associado a um aumento na atividade solar. Em seu estudo, o Dr. Scafetta cobra uma base de modelo astronômico, que reconstrói e relaciona […]


Meteoritos contêm componentes de DNA alienígena

 Fonte: Estadão O resultado da pesquisa ajuda a sustentar a teoria de que o ‘kit’ para a criação da vida da Terra veio pronto do espaço, entregue por colisões da Terra com cometas e meteorito. Pesquisadores da Nasa encontraram pistas de alguns dos elementos que formam o DNA em meteoritos vindos do espaço e puderam comprovar sua origem extraterrestre, segundo estudo divulgado pela revista Proceedings of the National Academy of Sciences. O resultado da pesquisa ajuda a sustentar a teoria de que o “kit” para a criação da vida da Terra veio pronto do espaço, entregue por colisões da Terra com cometas e meteoritos. Nota da Redação Dakila Pesquisas: Ao que tudo indica, o início da vida na Terra está totalmente desvinculado das teorias religiosas do criacionismo e da teoria evolucionista de Charles Darwin, que parte do princípio de que o homem é o resultado de um lento processo de alterações (mudanças). Esta é a idéia central da evolução: os seres vivos (vegetais e animais, incluindo os seres humanos) se originaram de seres mais simples, que foram se modificando ao longo do tempo. Aos poucos, a pesquisa científica verifica que a origem da vida na Terra é muito diferente do que foi estudado e pesquisado até hoje. Onde esses estudos vão desembocar ainda não sabemos, mesmo porque a origem do homem ainda permanece um mistério já que a conhecimento humano ainda não conseguiu localizar o elo  e a origem das espécies.Talvez informações de super humanos ou inteligências de outros planetas […]

Urandir ufo - meteoritos contem dna alienigena

O Paranormal Urandir Oliveira – UFO

Paranormal e contatado Urandir Fernandes de Oliveira, fundador do Projeto portal, uma associação composta por milhares de membros que buscam a evolução mental e efetuam pesquisas em diversas áreas do conhecimento como geologia, biologia, geografia, paleontologia, história, tecnologia, física, química entre outros. Os pesquisadores do Projeto Portal buscam também explicar fenômenos desconhecidos muitas vezes atribuidos à ufologia. Fonte: http://www.paranormalurandir.com.br/ Artigo publicado em 2009-05-27 02:04:00.


MDPL – Conheça essa Biotecnologia!

O que Significa MDPL? MDPL = Magnetismo, Densidade, Pressão e Luz. São quatro forças (somadas as outras que derivam delas e que se propagam) exercidas sob a Terra. A ciência tradicional confunde a gravidade com estas forças. Não existe a gravidade de um planeta, a força gravitacional, e sim estas quatro forças que atuam e que nos mantem firme na terra. Principalmente a PRESSÃO atmosférica. A Associação Dakila liderada por Urandir Fernandes de Oliveira após inúmeras pesquisas levando em consideração estas quatro forças, conseguiu desenvolver uma biotecnologia e a colocou em um ponto estratégico no espaço. Desenvolveram um aparelho que propaga estas forças direcionadas em um grupo de pessoas, com a finalidade de realizarem diversos experimentos e pesquisas sobre os efeitos dela sob o corpo do ser humano.   Como Funciona? As pesquisas acontecem toda vez que os associados se reúnem para realizarem diversas atividades físicas (pois quanto mais as pessoas se movimentam, quanto mais levam o seu corpo ao limite, mais elas conseguem absorver esta tecnologia). Dentre as atividades, foi criado um campeonato de futebol nomeado de Torneio MDPL. Enquanto está ocorrendo este torneio, um aparelho que manipula este conjunto de forças através de um biosatélite direciona partículas de feixes de luz fotônicos para quem esta em movimento. Estas energias estão disponíveis no espaço para todos nós, porém, a ciência tradicional ainda não sabe como manipular, juntar estas partículas e direcionar para um ponto específico. Esta tecnologia exerce uma certa frequência, libera alguns pulsos sequenciais. Elas interagem com a […]

Urandir Fernandes de Oliveira - ufo, dakila, dakila pesquisas, atividade fisica, exercicio fisico, prolongamento da vida, envelhecimento, ciencia, tecnologia, mdpl

Urandir pesquisa a Piramide de Quéfren - Pesquisador Urandir 2015

Urandir lidera pesquisa nas Pirâmides do Egito

No dia 19 de maio de 2015 deu inicio a 9ª Expedição Equipe Zigurats Projeto Portal – Egito 2015 liderada pelo ufólogo e presidente da associação Urandir Fernandes de Oliveira. No primeiro dia, após longas horas de viagem partindo do Brasil, Estados Unidos, Canadá, Paraguai entre outros países, o grupo de 230 pesquisadores chegou a Dubai para o traslado até o destino final: a cidade do Cairo, capital do Egito. O roteiro inicial foi pesquisar as grandes pirâmides do Egito: Quéops, Quefren e Miquerinos, juntamente com a Esfinge. Símbolos da grandiosidade que foi aquela civilização  e que perdura até os dias atuais. A Pirâmide de Quéops A Pirâmide de Quéops, também conhecida como a Grande Pirâmide, é a maior e mais antiga das três pirâmides de Gizé. Acredita-se ter sido construída para ser a tumba do Faraó Quéops da quarta dinastia, cujo reinado se estendeu de 2551 a 2528 a.C. (século XXVI a.C.). É a maior das três pirâmides de Gizé: sua altura original era de 146,60 metros, mas atualmente é de apenas 137,16 m, pois falta parte do seu topo e o revestimento, que se acredita ter sido originalmente fabricado em ouro. História e arquitetura Originalmente, a Grande Pirâmide foi coberta por pedras de revestimento que formaram uma superfície externa lisa, o que se vê hoje é a estrutura central subjacente. Algumas das pedras de revestimento ainda são visíveis, uma vez que a estrutura ainda pode ser vista em torno da base. Existem diversas diferentes teorias científicas e alternativas […]


Pesquisador Afirma: Interesse na Antartida não é Científico

Fonte: INFO O incêndio na base brasileira Estação Antártica Comandante Ferraz, em fevereiro, levantou questões sobre a importância das pesquisas científicas realizadas no continente e quais os impactos que o acidente traz para o Brasil. Dr. Luiz Carlos Molion, membro da OMM (Organização Meteorológica Mundial) e professor de climatologia da Universidade Federal de Alagoas, esteve envolvido com o PROANTAR (Programa Antártico Brasileiro) entre 1984 e 1987. Em entrevista para INFO, Molion esclarece quais os reais interesses brasileiros na Antártica. Molion: Há 110-150 milhões de anos, estima-se que a Antártica pertencia a região equatorial, que vai do oeste da Amazônia às Ilhas Galápagos. Era um local com florestas densas e vulcões, com riqueza de minerais preciosos e raros, como ouro e, possivelmente, petróleo, já que biomassa é uma das fontes de petróleo. Há 30-50 milhões de anos, a Antártica se posicionou no Polo Sul e começou a acumular gelo. Mas, seu território riquíssimo é o que atrai os países. O Tratado da Antártica, em 1959, diz que a região não pertence a nenhum país em particular e que seria reservada para atividades pacíficas, como pesquisas científicas. Porém, parece estar claro que, quem não marcar sua presença com pesquisas no território ficará fora quando o “bolo” for repartido. Eu acho que não há interesse brasileiro real em pesquisas na Antártica. Existe, sim, o interesse geopolítico, para ter sua fatia do “bolo” quando daqui há décadas os recursos naturais do continente forem explorados. INFO: Quantos projetos, em média, eram mantidos na Estação? Algum […]

Urandir UFO- base-antartida

urandir ufo mapeamento geotecnico

Mapeamento geotécnico não é eficiente na prevenção de desastres

As consequências dos desastres naturais do Brasil evidenciam cada vez mais, a fragilidade do país para lidar com o assunto. Hoje, apenas 3,4% dos municípios possuem cartas geotécnicas, um instrumento essencial para prevenir catástrofes naturais. Segundo um levantamento do governo federal, 735 municípios em nove Estados brasileiros têm áreas com risco de deslizamento. Do total, apenas 25 dispõem de cartas geotécnicas dos morros e das encostas. As cartas revelam aspectos fundamentais do problema e podem servir de base para a aplicação de ações das autoridades responsáveis. Em outras palavras, o mapeamento faz uma análise técnica do tipo de solo e das rochas, e da declividade das encostas de determinado local, além do comportamento do terreno frente a uma possível ocupação urbana, ficando mais fácil detectar os riscos reais da região. É claro, que só o mapeamento detalhado de uma região não bastaria. Ele só serviria num trabalho conjunto com ações governamentais. De qualquer maneira é um bom começo no qual ainda estamos longe. “O Brasil não tem um levantamento completo, sistemático, permanente e os estudos de risco geológico são essenciais, são o principal instrumento de segurança”, explica o geólogo Renato Eugênio de Lima, diretor do Centro de Apoio Científico em Desastres da Universidade Federal do Paraná. No verão deste ano, a região serrana do Rio de Janeiro foi cenário do pior desastre natural da história do Brasil. Mais de 900 pessoas morreram em deslizamentos de terra concentrados em Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio […]


Forte tempestade solar chega à Terra

Uma forte tempestade solar deve atingir a Terra nesta quinta-feira (08), com potencial para afetar redes elétricas, satélites de navegação GPS e rotas de aviões.A tempestade – a mais forte dos últimos cinco anos – vai liberar uma grande carga de partículas, segundo especialistas em meteorologia dos Estados Unidos. De acordo com eles, a tempestade foi provocada por grandes explosões que ocorreram no começo da semana. O efeito maior será sentido nos polos do planeta e com certeza deveráo ocorrer autoras. Aviões que passam por essas regiões precisarão desviar suas rotas. As pa rtículas solares chegam à Terra a 6,4 milhões de quilômetros por hora, segundo o centro meteorológico americano US National Oceanic and Atmospheric Administration (Noaa, na sigla em inglês). Imagens das regiões do Sol onde as explosões ocorreram revelam uma complexa rede de manchas, indicando que há quantidades enormes de energia magnética. Outras tempestades magnéticas foram observadas nas últimas décadas. Uma explosão solar enorme, em 1972, paralisou as linhas telefônicas do Estado americano de Illinois. A emissão de massa coronal teve nível KP6, considerado moderado, seguidos de outras quatro com mível KP5, também moderado. Os cientistas dizem que a tempestade solar, que começou no início da semana, está crescendo à medida que se afasta do sol, expandindo-se como uma bolha de sabão gigante. Quando ela atacar na manhã desta quinta-feira, as partículas irão se mover em 4 milhões de quilômetros por hora. – Vai nos bater bem no nariz – disse Joe Kunches, um cientista da Administração Nacional […]

Urandir - tempestade no sol_grande