Category Archives : Pesquisas


Laser ajudará no monitoramento da atmosfera terrestre

Fonte: Site Inovação Tecnológica, com informações da ESA A agência espacial europeia (ESA) demonstrou a viabilidade de usar um raio laser para monitorar os gases com efeito estufa. O objetivo é usar o laser entre dois satélites no espaço. Para aferir a técnica, contudo, os experimentos foram feitos nas ilhas Canárias onde foram disparados feixes de laser de La Palma para Tenerife. Durante duas semanas, o céu noturno entre as duas ilhas iluminou-se de luz verde – o que parecia mais uma cena do filme Guerra das Estrelas do que uma experiência para compreender a atmosfera terrestre. Espectroscopia com infravermelho A experiência foi concebida para testar a técnica de “espectroscopia de absorção diferencial no infravermelho” para medições de grande precisão de gases como o dióxido de carbono e o metano. Esta técnica irá ligar dois satélites em órbita da Terra: um funcionará como transmissor e o outro como receptor. Enquanto o feixe viaja de um para o outro, a atmosfera é analisada. O Observatório del Roque de los Muchachos fez a transmissão dos dois feixes de laser, verde e infravermelhos, dirigidos para a estação de Tenerife. A técnica conhecida como “ocultação” baseia-se no acompanhamento de sinais de satélites à medida que estes surgem ou desaparecem no horizonte, e é um método bem estabelecido de estudo da atmosfera. Já a nova técnica usa lasers infravermelhos, em vez das micro-ondas usadas no método mais comum. No comprimento de onda certo, as moléculas da atmosfera alteram o feixe de laser. Esta informação pode ser […]

raio laser no monitoramento da atsmosfera - La Palma - Teenerife

Urandir ufo - meteoritos contem dna alienigena

Meteoritos contêm componentes de DNA alienígena

 Fonte: Estadão O resultado da pesquisa ajuda a sustentar a teoria de que o ‘kit’ para a criação da vida da Terra veio pronto do espaço, entregue por colisões da Terra com cometas e meteorito. Pesquisadores da Nasa encontraram pistas de alguns dos elementos que formam o DNA em meteoritos vindos do espaço e puderam comprovar sua origem extraterrestre, segundo estudo divulgado pela revista Proceedings of the National Academy of Sciences. O resultado da pesquisa ajuda a sustentar a teoria de que o “kit” para a criação da vida da Terra veio pronto do espaço, entregue por colisões da Terra com cometas e meteoritos. Nota da Redação Projeto Portal: Ao que tudo indica, o início da vida na Terra está totalmente desvinculado das teorias religiosas do criacionismo e da teoria evolucionista de Charles Darwin, que parte do princípio de que o homem é o resultado de um lento processo de alterações (mudanças). Esta é a idéia central da evolução: os seres vivos (vegetais e animais, incluindo os seres humanos) se originaram de seres mais simples, que foram se modificando ao longo do tempo. Aos poucos, a pesquisa científica verifica que a origem da vida na Terra é muito diferente do que foi estudado e pesquisado até hoje. Onde esses estudos vão desembocar ainda não sabemos, mesmo porque a origem do homem ainda permanece um mistério já que a conhecimento humano ainda não conseguiu localizar o elo  e a origem das espécies.Talvez informações de super humanos ou inteligências de outros planetas […]


Urandir lidera pesquisa nas Pirâmides do Egito

No dia 19 de maio de 2015 deu inicio a 9ª Expedição Equipe Zigurats Projeto Portal – Egito 2015 liderada pelo ufólogo e presidente da associação Urandir Fernandes de Oliveira. No primeiro dia, após longas horas de viagem partindo do Brasil, Estados Unidos, Canadá, Paraguai entre outros países, o grupo de 230 pesquisadores chegou a Dubai para o traslado até o destino final: a cidade do Cairo, capital do Egito. O roteiro inicial foi pesquisar as grandes pirâmides do Egito: Quéops, Quefren e Miquerinos, juntamente com a Esfinge. Símbolos da grandiosidade que foi aquela civilização  e que perdura até os dias atuais. A Pirâmide de Quéops A Pirâmide de Quéops, também conhecida como a Grande Pirâmide, é a maior e mais antiga das três pirâmides de Gizé. Acredita-se ter sido construída para ser a tumba do Faraó Quéops da quarta dinastia, cujo reinado se estendeu de 2551 a 2528 a.C. (século XXVI a.C.). É a maior das três pirâmides de Gizé: sua altura original era de 146,60 metros, mas atualmente é de apenas 137,16 m, pois falta parte do seu topo e o revestimento, que se acredita ter sido originalmente fabricado em ouro. História e arquitetura Originalmente, a Grande Pirâmide foi coberta por pedras de revestimento que formaram uma superfície externa lisa, o que se vê hoje é a estrutura central subjacente. Algumas das pedras de revestimento ainda são visíveis, uma vez que a estrutura ainda pode ser vista em torno da base. Existem diversas diferentes teorias científicas e alternativas […]

Urandir pesquisa a Piramide de Quéfren - Pesquisador Urandir 2015

Urandir ufo - aquecimento global grande farsa

Aquecimento Global Não Existe mas sim Mudanças Climáticas Previsíveis

Esqueça o aquecimento global – com o Ciclo solar 25 não precisa se preocupar (e se os cientistas da NASA estão certos o Tâmisa será de novo congelado) Um grande estudo, publicado em dezembro passado no Jornal de Física Atmosférica e Solar-Terrestrial mostra que as mudanças climáticas observadas desde 1850 até à data estão associados com cíclicos e previsíveis eventos naturais no sistema solar da Terra com a ajuda de uma pequena contribuição limitada do nosso lado. A pesquisa foi conduzida por Nicola Scafetta, um cientista da Universidade de Duke Cavity Radiometer atividade no Solar Lab Monitor (ACRIM), associado com o Jet Propulsion Laboratory da NASA, na Califórnia. Neste desafio de pesquisa as metodologias utilizadas pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas ( IPCC ) e o uso de um “modelo de circulação geral do clima”(GCM) que ignorar essas influências principais, não reproduzem o ciclo climático observado de dez anos e da multi-década. Conforme descrito no documento, os modelos do IPCC não incorporam os efeitos da modulação das mudanças climáticas, como as nuvens. As nuvens são formadas sob a influência de raios cósmicos durante os períodos de atividade solar baixa. Na verdade, é bem conhecido que as nuvens tendem a tornar as condições mais frias. Situação testemunhada pelo “mínimo de Maunder” do século 17.  Pelo menos 50-70% do aquecimento observado no 20° século  pode estar associado a um aumento na atividade solar. Em seu estudo, o Dr. Scafetta cobra uma base de modelo astronômico, que reconstrói e relaciona […]


Os Testes da Teoria da Terra Convexa Continuam

Os testes para verificar a teoria da Terra Convexa em seus continentes com as águas niveladas ou planas, conforme sugerido pelo ET Bilu, tiveram mais uma etapa realizada no exterior. No período de 20 a 22 de novembro equipe de pesquisadores do Projeto Portal,em parceria com outros cientistas, esteve no Lago Titicaca, na fronteira entre o Peru e a Bolívia, para realizar alguns experimentos. Os dados obtidos estão em fase de  análise e compilação, podendo ser complementados com novos testes, conforme a necessidade. Após o processamento das informações, o Projeto Portal irá lançar documentário cujo teor poderá revolucionar algumas teorias científicas. O Projeto Portal sabe que há grande curiosidade e muitas perguntas e quesionamentos sobre a Teoria da Terra Concexa, mas mesmo assim salienta que é preciso ter paciência até que todos os dados coletados sejam compilados. Como se trata de uma teoria nova, é preciso esgotar todas as possibilidades até se chegar a uma conclusão concreta que venha satisfazer e facilitar o entendimento para todas as pessoas, desde leigos até a comunidade científica. Artigo publicado em 2012-01-01 02:14:42.


urandir ufo midia controla as informaçoes

Sinais Comprovam que o mundo passa por profundas mudanças

Alterações no clima, alimentos geneticamente modificados, medicamentos abundantes e crise financeira mostram que nosso planeta não é mais o mesmo. É inegável que nosso planeta está diferente. Todo dia ocorre algum fato climático novo em alguma parte do mundo, seja um terremoto, neve, enchentes, vendavais, ou lá o que for. Até nosso Sol anda meio esquisito, passando por fases de extrema calmaria seguida de outra com agitação fora do comum através de constantes explosões geomagnéticas  com emissão de massa coronal em direção à Terra, o que causa diversos problemas técnicos na área de comunicação, mas também no planeta – haja visto as auroras em locais não imaginados (seria o aumento no buraco da camada de ozônio?)  e na saúde das pessoas. As mudanças climáticas que ocorrem no planeta são cíclicas e a história da humanidade comprova esse fato. As alterações no clima afetou dezenas de civilizações e inclusive mudou a geografia terrestre por várias vezes, até chegarmos ao que conhecemos hoje, mas que certamente não será igual no futuro e talvez esse futuro esteja bem próximo, a continuar os alinhamentos planetários e até galáctico com o bombardeamento de partículas cósmicas cada vez maior, como se algo similar a um gatilho impulsionasse essas partículas em direção aos corpos celestes em uma determinada faixa de extensão. Quando os pesquisadores do Projeto Portal  e seu Centro Tecnológico Zigurats com sede em Corguinho/MS  falavam há 15 anos sobre esses fatos, eram drasticamente refutados. Hoje ainda sofrem rejeição, porém a cada dia os fatos climáticos […]


Bolas Gelatinosas Misteriosas caem do céu da Inglaterra

 No dia 26 de janeiro, moradores de Bournemouth, Litoral Sul da Inglaterra, ficaram surpresos com o que encontraram nos jardins de suas casas. Eram bolas azuis  que caíram juntamente com uma chuva no final da tarde daquela quinta-feira. O Met Office (Serviço de Metereologia do Reino Unido) disse que a substância gelatinosa “não era meteorológica”. Por sua vez, o sr. Hornsby, um ex-engenheiro aeronáutico, disse: “O céu ficou realmente com uma cor amarela escura. Outro fato intrigante ocorreu um ano antes, desta vez  em 18 de janeiro de 2011, quando  uma  gosma de cor amarela-esverdeada caiu do céu em Snyder, Nova Iorque. O fato foi investigado pelo FAA (Federal Aviation Agency – Agencia Federal da Aviação dos Estados Unidos), mas até agora ninguém sabe o que possa ter causado o fato inusitado. Casas ao longo da Rodovia Washington e Berryman Drive ficaram cobertas com gelo contendo a gosma.  As paredes e pavimentos também foram cobertos com a substância. Devido a cor e a textura da gosma, as pessoas receavam que se tratava do “gelo azul”, que é o excremento humano que pode cair de aviões, relatou a ABC News.  Porém, o FAA rapidamente lançou uma investigação e descartou essa possibilidade. Um  porta voz falou para a ABC News que “os inspetores de padrões de vôos locais investigaram a situação e determinaram que a gosma não era proveniente de aeronaves“. Na Inglaterra Steve Hornsby  afirmou que enquanto  caminhava para ir para a garagem havia uma tempestade de granizo instantânea por alguns […]

Urandir UFO - Gelatina cai do céu

urandir ufo - super terremoto pode ocorrer

Estudos apontam a possibilidade de um super sismo na Bolívia

 Fonte: Ciência Hoje Dois milhões de bolivianos estão expostos a um risco de tremor de terra que pode atingir uma magnitude de 8,9, um mega-sismo que seria 125 vezes mais forte do que as anteriores apontavam estimativas, segundo um estudo divulgado sexta-feira (08). A descoberta foi apresentada na revista científica britânica «Nature», que constitui uma surpresa para os próprios investigadores. “Ninguém suspeitava que os cálculos anteriores fossem subestimados”, sublinha Benjamin Brooks, geofísico da Universidade norte-americana de Hawai Manoa e principal autor deste estudo. Segundo os cálculos efetuados até agora, baseados na história sísmica relativamente calma da zona, a magnitude de um abalo de terra na região situada a leste dos Andes centrais não ultrapassaria 7,5. Mas uma análise minuciosa de dados GPS obtidos no flanco oriental da cadeia montanhosa sugere que as tensões subterrâneas que se acumulam há séculos poderão desencadear um sismo de magnitude entre 8,7 e 8,9. Estes dados mostram, de fato, que a zona situada a oeste da falha de Mandeyapecua, de orientação norte-sul, deslocou-se bastante mais que a zona situada a leste desta falha. De acordo com os investigadores, uma seção relativamente pouco profunda desta falha está bloqueada a cem quilómetros e é lá que se acumulam as tensões provocadas pelo embate de duas placas tectónicas situadas sob a região. “A ruptura de toda esta seção num único sismo poderia levar a um sismo de magnitude 8,9”, considerou Brooks. Salienta ainda: “Esperamos que estas informações sejam amplamente difundidas na Bolívia e tidas em conta pelas pessoas […]


Sonho de Einstein realizado: Fótom é aprisionado

Fonte: Redação do Site Inovação Tecnológica Uma equipe de pesquisadores europeus conseguiu pela primeira vez estabilizar um estado quântico de forma constante. Este foi um sonho várias vezes manifestado por Albert Einstein, que afirmava que se contentaria em observar um fóton preso por um segundo – Einstein não se dava muito bem com as predições pouco usuais da mecânica quântica, que ele nunca aceitou por completo. Clément Sayrin e seus colegas do Laboratório Kastler Brossel, na França, fizeram bem mais do que isso: eles mantiveram um número constante de fótons aprisionados dentro de uma cavidade de micro-ondas “de forma permanente”, segundo relataram em um artigo publicado na revista Nature. Caixa de fótons Essa caixa de fótons é uma cavidade de ressonância formada por dois espelhos supercondutores, onde os fótons ficam presos de forma contínua, sem precisar que eles sejam continuamente transferidos de uma armadilha para outra. Normalmente um fóton, a unidade básica da luz, somente pode ser observado quando ele desaparece. Por exemplo, quando atinge as células fotorreceptoras do nosso olho, o fóton deixa de existir e sua “informação” é traduzida na forma de um impulso elétrico que nos dá consciência de sua finada existência. Seu aprisionamento – ou estabilização, como chamam os físicos – permite que eles sejam estudados de forma direta, eventualmente sem serem afetados, algo que passou a ser cogitado há pouco tempo com a chamada “medição fraca”. Fronteira quântica-clássica Fótons e outras partículas subatômicas obedecem às regras da mecânica quântica, um tanto esquisita em relação à […]

Urandir  ufo - atomo é aprisionado pela primeira vez

Expedição da Equipe Zigurats liderada por Urandir vai ao México pesquisar a Civilização Maia

Terceira expedição conheceu as ruínas maias na penísula mexicana de Yucatan e traçou paralelo com as Amazonas A Expedição Brasil – Equipe Zigurats realizou sua terceira atividade no período de 15 a 21 de janeiro de 2010 na Península de Yucatan, Estado de Quintana Roo, no México, visitando as ruínas da civilização maia nas localidades de Chichén-Itzá, Tulum e Cobá. Participaram da terceira expedição 87 pessoas, entre elas seis da França, entre médicos, advogados, professores, geólogos, estudantes, ufólogos, empresários, etc. Com o slogan “Revelando o passado para entender o futuro”, a terceira Expedição Brasil, a exemplo das duas realizadas à Amazônia em 2005, os trabalhos se focaram na pesquisa antropológica e arqueológica, desta vez estudando as civilizações pré-colombiana maia, tolteca e asteca e sua influência no momento atual vivenciado pela humanidade e sua ligação com o Brasil, principalmente no que se refere à lenda das “amazonas” que, segundo consta, viveram muitos anos em terras brasileiras com objetivos bem diferentes do que consta da crença popular. Foram visitadas as ruínas maias de Chichén-Itzá, onde está a pirâmide de Ku-Kul-Kan (nome de um dos principais deuses maias, conhecido como “serpente emplumada”). Ku-Kul-Kan ou o templo das Amazonas (rainhas/sacerdotisas que dirigiam a civilização maia), representa o tempo, muito bem registrado em suas 18 plataformas, sendo 9 de cada lado da escada principal com o simbolismo da divisão do ano solar maia em 18 meses. A cada lado da escadaria principal há 26 baixos relevos, ou seja, 52 painéis por fachada que correspondem ao […]


O Cinturão de Fotons

O Sistema Solar gira em torno de Alcione, estrela central da constelação de Plêiades. Esta foi a conclusão dos astrônomos Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, depois de estudos e cálculos minuciosos. O nosso Sol, neste complexo, está localizado a aproximadamente 28 graus de Touro, e leva quase 26 mil anos para completar uma órbita ao redor de Alcione. A divisão desta órbita por doze resulta em, aproximadamente, 2.150 anos, tempo de duração de cada era. Descobriu-se também que Alcione tem à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas de seus sistemas (incluindo o nosso), que foi chamado de cinturão de fótons. Um fóton é um quantum (partícula) de energia eletromagnética, sendo a mais ínfima partícula de energia eletromagnética, algo que ainda se tem pouco conhecimento na Terra. O fenômeno do Cinturão de Fótons é um fenômeno astronômico. Percebido pela primeira vez em 1961, detectado através de satélites, a descoberta do Cinturão de Fótons, marca o início de uma expansão da consciência além da terceira dimensão. Essa precessão do nosso sistema solar em sentido anti-horário ao redor de Alcione é um fenômeno cíclico e dura, aproximadamente, 25.650 anos. Para cada órbita completa em torno de Alcione, nosso Sistema Solar mergulha por duas vezes nesse anel de micro partículas de radiação, uma vez para o norte e uma vez para o sul. A passagem por este “anel de fótons” leva, aproximadamente, 2000 anos. Estudos indicam que […]

cinturao-de-fotons projeto portal

Urandir lidera expedição Zigurats à França – Percorrendo os caminhos de Joana D’arc

Urandir Fernandes de Oliveira realizou uma expedição com outros pesquisadores do Projeto Portal em algumas localidades da França. O objetivo da expedição foi levantar informações sobre a famosa Joana D´arc. Para isso, o grupo percorreu boa parte da França, visitando desde Domrémy-la-Pucelle, o local de nascimento de Joana em 06 de janeiro de 1412, até a cidade de Rouem, local onde supostamente ela foi queimada viva em 30 de maio de 1431 com apenas 19 anos de idade. Descendente de camponeses modestos, foi uma mártir francesa canonizada pela Igreja Católica em 1920, quase cinco séculos após sua suposta morte. A pesquisa teve um cunho especial para a Equipe do Projeto Portal, pois foram encontrados indícios indiscutíveis que Joana D´arc conversava com “Anjos de Deus”, que na realidade seriam seres extraterrestres os quais passavam informações importantes. Por conta desses contatos foi perseguida pela Igreja e considerada por muitos séculos uma bruxa herege. Estranhamente após séculos de difamação a própria igreja que a perseguiu, acabou por canoniza-la como uma mártir e santa. Interessante é compararmos o que ocorreu na época com a perseguição que acontece com quem tem contatos com extraterrestres nos dias atuais. Exemplo simples disso resume-se na figura de Bilu, um ser de origem extraterrestre que já conversou com mais de mil pessoas e mesmo assim a mídia em peso difama e desacredita sua existência. Artigo publicado em 2010-11-24 04:10:10.


Tempo Mundial pode mudar em 2012

Fonte: BBC e site Inovação Tecnológica O tempo, tal como o conhecemos hoje, poderá não ser exatamente o mesmo tempo nos séculos que virão. Tanto que os cientistas da área estão discutindo uma nova definição da escala de tempo do mundo: o chamado Tempo Universal Coordenado (UTC). E a principal questão em debate é o segundo bissexto – mais especificamente, a abolição do segundo bissexto. Enquanto todo o mundo presta atenção aos anos bissextos, poucos sabem que uma “ajeitada” muito mais frequente no tempo, mas muito mais irregular, é feita constantemente (o segundo bissexto). Uma mudança que é essencial para manter o bom funcionamento dos sistemas de GPS, das telecomunicações, e até dos arquivos que você transfere pela internet. O segundo bissexto surgiu no início da atual era tecnológica, em 1972. Ele é adicionado para manter a escala de tempo medida pelos relógios atômicos em fase com a escala de tempo baseada na rotação da Terra. A razão para isto é que, enquanto os relógios atômicos, que usam as vibrações dos átomos para contar os segundos, são incrivelmente precisos, a Terra não é um cronometrista tão confiável quanto se acreditava – isto graças a uma ligeira oscilação que ela sofre conforme gira sobre seu próprio eixo: “Desde a década de 1920 já se sabe que o movimento da Terra não é tão constante como tínhamos pensado inicialmente,” explica Rory McEvoy, curador de “horologia” do observatório de Greenwich, no Reino Unido. Essa variação natural da Terra significa que as horas medidas pelos […]

Urandir - relogio atomico1

No Coração do Vaticano – Expedição Zigurats Brasil

Teve cenário na Itália, especialmente em Roma uma expedição do Projeto Portal, liderada por Urandir Fernandes d  Oliveira. Com o objetivo de traçar paralelos entre simbologias de diversas culturas com as representadas pela Igreja Católica, a equipe esteve em diversos museus em Roma e, em especial, no Vaticano coração do catolicismo. Foram encontrados símbolos representativos de diferentes crenças, muitos até pagãos dentro das basílicas e templos católicos. Foi um trabalho árduo de pesquisa onde a equipe percorreu além do Vaticano, as ruínas do Coliseu, Foro Romano entre outros lugares históricos, mapeando e desvendando alguns dos mistérios da região. Artigo publicado em 2010-11-24 04:14:53.


Urandir Fernandes de Oliveira e Parceria do Projeto Portal com Exercito Brasileiro

Durante a segunda expedição à Amazônia o Projeto Portal recebeu apoio do Exército Brasileiro. Firmou-se então uma parceria nas pesquisas realizadas na floresta Amazônica. Na selva foram encontradas evidências de remotas civilizações e  antigíssimas marcas circulares atribuidas a pouso de objetos voadores na antiguidade. Urandir Fernandes de Oliveira participou comandando a equipe Zigurats do Projeto Portal. Fonte: http://www.urandirufo.com.br/ Artigo publicado em 2009-05-27 02:13:00.