Category Archives : Notícias


NASA: Telescópio Fermi encontra estrutura gigantesca em nossa galáxia

 Fonte: NASA Goddard Space Flight Center As recém descobertas  bolhas de raios gama se estendem por 50.000 anos-luz, ou aproximadamente metade do diâmetro da Via Láctea, de ponta a ponta. As bordas das bolhas foram primeiramente observadas em raios-X (azul) pelo satélite ROSAT, que caiu na superfície da Terra em 24 de setembro de 2011, uma missão operacional liderada pela Alemanha na década de 1990. Os raios  gamas foram  mapeadas pelo telescópio Fermi (na cor magenta)  se estendem muito além do plano da galáxia. A estrutura gigante dos raios-gama  foi descoberta por meio do processamento do Telescópio Fermi todo o céu da galáxia. A gigantesca bolha tem 1-10 bilhões de elétron volts. A estrutura emerge do centro galáctico e se estende a 50 graus norte e sul a partir do plano da Via Láctea, que mede o céu da constelação de Virgem à constelação de Grus. Quando um elétron se move perto da velocidade da luz  e atinge um fóton de baixa energia, a colisão diminui um pouco o elétron e aumenta a energia do fóton para o regime de raios gama. As bolhas exibem um espectro com energias mais altas do que o brilho de pico de raios gama difusos visto em todo o céu. Além disso, as bolhas mostram bordas afiadas em dados Fermi LAT. Ambas estas qualidades sugerem que a estrutura surgiu em um evento súbito e impulsivo, com um pulsar da galáxia. “O que vemos são dois raios gama emissores de bolhas que se estendem  a […]

Urandir UFO - raios gama detectados pelo telescopio Fermi

Urandir UFO- Nações com poder nuclear

Bancos Financiam Armas Nucleares

A indústria mundial de armas nucleares é financiada e mantida viva por mais de 300 bancos, fundos de pensão, companhias de seguros e gestores de ativos, segundo um estudo divulgado pela Campanha Internacional para Abolir as Armas Nucleares (Ican). Estas instituições realizam substanciais investimentos na produção de armas atômicas. O estudo, de 180 páginas, diz que as nações com poderio nuclear gastam mais de US$ 100 bilhões ao ano fabricando novas ogivas, modernizando as velhas e construindo mísseis balísticos, bombardeiros e submarinos para lançá-las. Grande parte deste trabalho é feito por corporações como BAE Systems e Babcock International, na Grã-Bretanha, Lockheed Martin e Northrop Grumman, nos Estados Unidos, Thales e Safran, na França, e Larsen & Toubro, na Índia. “Instituições financeiras investem nestas companhias fornecendo empréstimos e comprando ações e bônus”, afirma o documento, considerado o primeiro de seu tipo. Com o título Dont Bank on the Bomb: The Global Financing of Nuclear Weapons Producers (Não confiem na bomba: o financiamento mundial dos produtores de armas nucleares), o estudo fornece detalhes das transações financeiras com 20 empresas intensamente envolvidas na fabricação, manutenção e modernização das forças atômicas norte-americanas, britânicas, francesas e indianas. É necessária uma urgente campanha coordenada mundial pelo desinvestimento em armas nucleares, destaca o informe. Um movimento assim poderia ajudar a frear os programas de modernização e fortalecimento de armamentos e impulsionar as negociações para uma proibição universal desse tipo de bombas. “Deixar de investir nas companhias de armas nucleares é uma forma efetiva de o mundo corporativo […]


Erupções de vulcões podem ser previstas

Fonte: BBC e Naturlink De acordo com um novo estudo publicado na revista Nature, as erupções dos maiores vulcões do planeta podem ser previstas com várias décadas de antecedência. Estes vulcões podem produzir gases e cinzas suficientes para mudar temporariamente o clima da Terra. Os vulcanólogos referem-se à história dos grandes vulcões como “erupções formadoras de caldeira” uma vez que o magma é tão volumosos que deixa uma depressão massiva na superfície terrestre conhecida como caldeira. Os grandes vulcões do planeta, denominados supervulcões, quando entram em erupção podem provocar destruição a nível global. Estes vulcões podem permanecer centenas de milhares de ano adormecidos antes de ocorrer uma erupção. Os investigadores acreditam que os registos sísmicos e outro tipo de leituras podem ajudar-nos a prever uma erupção com alguns meses de antecedência. Agora, um novo estudo publicado na revista Nature sugere que podemos antecipar estes eventos muito mais cedo. Análises realizadas a cristais de rochas na ilha de Santorini, na Grécia, sugerem que as erupções são precedidas de um grande desenvolvimento de magma debaixo do solo que pode ser detetado através de equipamentos modernos. “Quando os vulcões acordam e o magma começa a subir até à superfície, a quebra das rochas envia sinais”, explicou o líder do estudo Tim Druitt da universidade Blaise Pascal, em França. “Obtemos sinais sísmicos que podem ser detetados tais como deformação da superfície e aumento da emissão de gases à superfície. A questão que se coloca é o que acontecerá em profundidade antes destas grandes erupções. […]

Urandir ufo - vulcoes podem ser previstos

Urandir ufo - astronautas fotografam por do sol

Astronautas fotografam por do sol

Os seis astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional fotografaram um pôr do Sol na Terra visto do espaço. Os membros da expedição 27 registraram o momento em que a América do Sul anoitece. A foto foi feita por volta das 19:37, hora local,e foi divulgada em maio de 2011. Todos os dias os tripulantes vêem, em média, 16 vezes o Sol nascer e se por. Como estão desde março no espaço, e só devem descer em setembro, isso significa que terão passado por mais de três mil auroras e crepúsculos. Para alguém aqui na Terra, seriam necessários quase 10 anos para visualizar os fenômenos tantas vezes.  Artigo publicado em 2011-10-10 04:02:39.


NASA: Formação de Iceberg na Antártida é monitorado

 Fonte: Gazeta do Povo e Agência EFE O monitoramento das alterações nos continentes e oceanos aumentou com os cientistas observando atentamente as alterações que ocorrem no planeta. Cientistas detectaram fissura de 29 quilômetros de extensão na Ilha Pine. Nos próximos meses, gelo deverá se desprender e se tornar um iceberg de 800 quilômetros quadrados. Integrantes  da Nasa (agência espacial americana) afirmaram no Chile que vigiam a formação de um grande iceberg, de 880 quilômetros quadrados, produto de uma rachadura que se estende ao longo de 29 quilômetros na geleira da Ilha Pine, na Antártida. A observação da enorme rachadura foi feita em voos de investigação realizados durante outubro pela equipe IceBridge, um conjunto de cientistas e técnicos da Nasa que analisam as mudanças nas camadas de gelo que cobrem a Antártida e a Groenlândia desde 2009. “Nos voos observamos uma grande fissura que indica que um grande pedaço de gelo está prestes a partir. Trata-se de uma rachadura de 280 metros de largura e de 60 metros de profundidade, mais alta que a Estátua da Liberdade”, declarou à imprensa o chefe do projeto IceBridge, Michael Studinger, em videoconferência. O cientista ressaltou que a fissura sobre a geleira da Ilha Pine “faz parte do ciclo natural” de formação dos icebergs na área ocidental da Antártida – uma região “sensível”, disse -, motivo pelo qual não acarreta risco ambiental em nível global. “A rachadura não nos preocupa, faz parte do ciclo natural. Se ocorresse de forma mais frequente poderia causar problemas ambientais”, […]

Urandir  ufo - fissura no gelo daantartida

raio laser no monitoramento da atsmosfera - La Palma - Teenerife

Laser ajudará no monitoramento da atmosfera terrestre

Fonte: Site Inovação Tecnológica, com informações da ESA A agência espacial europeia (ESA) demonstrou a viabilidade de usar um raio laser para monitorar os gases com efeito estufa. O objetivo é usar o laser entre dois satélites no espaço. Para aferir a técnica, contudo, os experimentos foram feitos nas ilhas Canárias onde foram disparados feixes de laser de La Palma para Tenerife. Durante duas semanas, o céu noturno entre as duas ilhas iluminou-se de luz verde – o que parecia mais uma cena do filme Guerra das Estrelas do que uma experiência para compreender a atmosfera terrestre. Espectroscopia com infravermelho A experiência foi concebida para testar a técnica de “espectroscopia de absorção diferencial no infravermelho” para medições de grande precisão de gases como o dióxido de carbono e o metano. Esta técnica irá ligar dois satélites em órbita da Terra: um funcionará como transmissor e o outro como receptor. Enquanto o feixe viaja de um para o outro, a atmosfera é analisada. O Observatório del Roque de los Muchachos fez a transmissão dos dois feixes de laser, verde e infravermelhos, dirigidos para a estação de Tenerife. A técnica conhecida como “ocultação” baseia-se no acompanhamento de sinais de satélites à medida que estes surgem ou desaparecem no horizonte, e é um método bem estabelecido de estudo da atmosfera. Já a nova técnica usa lasers infravermelhos, em vez das micro-ondas usadas no método mais comum. No comprimento de onda certo, as moléculas da atmosfera alteram o feixe de laser. Esta informação pode ser […]


Sonho de Einstein realizado: Fótom é aprisionado

Fonte: Redação do Site Inovação Tecnológica Uma equipe de pesquisadores europeus conseguiu pela primeira vez estabilizar um estado quântico de forma constante. Este foi um sonho várias vezes manifestado por Albert Einstein, que afirmava que se contentaria em observar um fóton preso por um segundo – Einstein não se dava muito bem com as predições pouco usuais da mecânica quântica, que ele nunca aceitou por completo. Clément Sayrin e seus colegas do Laboratório Kastler Brossel, na França, fizeram bem mais do que isso: eles mantiveram um número constante de fótons aprisionados dentro de uma cavidade de micro-ondas “de forma permanente”, segundo relataram em um artigo publicado na revista Nature. Caixa de fótons Essa caixa de fótons é uma cavidade de ressonância formada por dois espelhos supercondutores, onde os fótons ficam presos de forma contínua, sem precisar que eles sejam continuamente transferidos de uma armadilha para outra. Normalmente um fóton, a unidade básica da luz, somente pode ser observado quando ele desaparece. Por exemplo, quando atinge as células fotorreceptoras do nosso olho, o fóton deixa de existir e sua “informação” é traduzida na forma de um impulso elétrico que nos dá consciência de sua finada existência. Seu aprisionamento – ou estabilização, como chamam os físicos – permite que eles sejam estudados de forma direta, eventualmente sem serem afetados, algo que passou a ser cogitado há pouco tempo com a chamada “medição fraca”. Fronteira quântica-clássica Fótons e outras partículas subatômicas obedecem às regras da mecânica quântica, um tanto esquisita em relação à […]

Urandir  ufo - atomo é aprisionado pela primeira vez

Urandir ufo - guerras triplicaram

No Último ano as guerras triplicaram

Fontes: Deustche Welle e Pravda “Barômetro de conflitos” divulgado por Instituto de Heidelberg de Pesquisa Internacional de Conflitos apresentou resultados assustadores. Oriente Médio e África são principais celeiros de conflito. Especialistas alemães em pesquisa de conflitos fizeram um balanço dos choques mais violentos no mundo, com um resultado alarmante: no espaço de um ano, o número de guerras em curso mais do que triplicou. Conforme Natalie Hoffmann, do Instituto de Pesquisa Internacional de Conflitos de Heidelberg (HIIK, na sigla em alemão), é impossível detectar uma tendência em direção a um mundo mais pacífico. Ao invés disso, os números de 2011 foram os mais altos desde 1945. Os pesquisadores contaram 20 guerras e 166 “conflitos desenvolvidos de forma violenta”. O instituto alemão projeta um acréscimo nos próximos meses. No ano anterior, haviam sido registradas seis guerras e 161 conflitos violentos. Nota da Redação do Projeto Portal: Mais uma vez os números e as análises confirmam as informações passadas pelas 49 raças de inteligências de outros mundos parceiras do Projeto Portal ao seu presidente,Urandir Fernandes de Oliveira e a mais de 1.500 contatados. Há alguns anos os pesquisadores do Projeto Portal foram alertados sobre a ocorrência guerras civis em alguns países por diferentes motivos, bem como a ampliação da violëncia no mundo todo, inclusive a familiar. Mesmo vivendo em países diferentes, o medo é uma emoção dominante nas sociedades, seja pela violëncia nas ruas, bulliyng, entre amigos, etc. Esse quadro torna as pessoas cada dia mais propícias à manipulação e à incompreensão […]


Cientista Busca a Partícula de Deus

 Fonte: Jamil Chade, de O Estado de S. Paulo GENEBRA – Apesar dos avanços na pesquisa científica, ainda conhecemos uma fração do funcionamento do universo. O alerta é do italiano Guido Tonelli, um dos dois líderes do projeto Compact Muon Solenoid (CMS), do Cern, que busca o bóson de Higgs e envolve 3 mil cientistas. O forte candidato ao Nobel, espera encontrar o elo perdido da física em um ano Nota da Redação do Projeto Portal: Como se sabe, e como já disse o ET Bilu, a nossa ciência, apesar de todo o avanço e toda a pesquisa, ainda desconhece as leis universais e tropeça em alguns parâmetros. O ET Bilu, ao revelar a teoria da Terra Convexa em seus continentes e nivelada nas águas, já disse, por exemplo,  que a Lei da Gravidade possui fatores que ainda não são conhecidos pela ciência da Terra e assim diversas outras questões do conhecimento humano, que ainda serão relevadas ou conhecidas pelo homem. O quebra-cabeça é gigantesco em todos os setores e esbarra em preconceitos, paradigmas e desafios ao nosso conhecimentoe. Toda a pesquisa que vise ampliar os horizontes é válida porque, como disse o cientista Guido Tonelli, “a vantagem de ser cientista é que sabemos o tamanho da ignorância da humanidade. Se encontrarmos o bóson de Higgs um dia, teremos desvendado apenas 4% do universo.” O CMS é uma câmera de 12,5 mil toneladas que tira fotos – com definição de 100 milhões de pixels – de choques de prótons que percorrem […]

Urandir UFO - Em busca de partícula de Deus - cern

urandir ufo grecia aluga sitios arqueologicos

Grécia vai alugar sítios arqueológicos para combater a crise

Fonte: Jornal da Arqueologia Numa medida que deve deixar muitos gregos e estudiosos horrorizados, o Ministério da Cultura da Grécia informou que vai abrir alguns de seus mais emblemáticos sítios arqueológicos para empresas de publicidade e de outros setores. O Ministério disse que a medida é uma forma sensata de ajudar a ‘facilitar’ o acesso às ruínas gregas e que o dinheiro gerado será usado na manutenção dos locais. O primeiro local a ser aberto será a Acrópole. Iniciativas como esta são, há décadas, condenadas por arqueólogos como um sacrilégio. Mas o Ministério da Cultura disse que o aluguel de sítios históricos será sujeito a condições rigorosas. De acordo com instruções ministeriais datadas do final de dezembro, uma empresa comercial pode alugar a Acrópole para que fotografias profissionais sejam feitas no local por € 1.600 por dia. Manifestantes também poderão alugar locais históricos. A Grécia precisa de cada euro que conseguir. Os cofres públicos estão vazios e o país luta para evitar um default histórico em março. A Grécia recebeu ajuda da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional em maio de 2010 e está no processo para receber um segundo pacote de resgate, embora enfrente problemas com credores privados para reduzir a sua monumental dívida. O uso comercial de locais arqueológicos era, até agora, responsabilidade do Conselho Central de Arqueologia, que é extremamente criterioso na permissão de acesso. Nas últimas décadas, apenas um seleto grupo de pessoas, dentre eles a cineasta Nia Vardalos e o diretor norte-americano Francis Ford Coppola […]


Pesquisador Afirma: Interesse na Antartida não é Científico

Fonte: INFO O incêndio na base brasileira Estação Antártica Comandante Ferraz, em fevereiro, levantou questões sobre a importância das pesquisas científicas realizadas no continente e quais os impactos que o acidente traz para o Brasil. Dr. Luiz Carlos Molion, membro da OMM (Organização Meteorológica Mundial) e professor de climatologia da Universidade Federal de Alagoas, esteve envolvido com o PROANTAR (Programa Antártico Brasileiro) entre 1984 e 1987. Em entrevista para INFO, Molion esclarece quais os reais interesses brasileiros na Antártica. Molion: Há 110-150 milhões de anos, estima-se que a Antártica pertencia a região equatorial, que vai do oeste da Amazônia às Ilhas Galápagos. Era um local com florestas densas e vulcões, com riqueza de minerais preciosos e raros, como ouro e, possivelmente, petróleo, já que biomassa é uma das fontes de petróleo. Há 30-50 milhões de anos, a Antártica se posicionou no Polo Sul e começou a acumular gelo. Mas, seu território riquíssimo é o que atrai os países. O Tratado da Antártica, em 1959, diz que a região não pertence a nenhum país em particular e que seria reservada para atividades pacíficas, como pesquisas científicas. Porém, parece estar claro que, quem não marcar sua presença com pesquisas no território ficará fora quando o “bolo” for repartido. Eu acho que não há interesse brasileiro real em pesquisas na Antártica. Existe, sim, o interesse geopolítico, para ter sua fatia do “bolo” quando daqui há décadas os recursos naturais do continente forem explorados. INFO: Quantos projetos, em média, eram mantidos na Estação? Algum […]

Urandir UFO- base-antartida

Urandir - relogio atomico1

Tempo Mundial pode mudar em 2012

Fonte: BBC e site Inovação Tecnológica O tempo, tal como o conhecemos hoje, poderá não ser exatamente o mesmo tempo nos séculos que virão. Tanto que os cientistas da área estão discutindo uma nova definição da escala de tempo do mundo: o chamado Tempo Universal Coordenado (UTC). E a principal questão em debate é o segundo bissexto – mais especificamente, a abolição do segundo bissexto. Enquanto todo o mundo presta atenção aos anos bissextos, poucos sabem que uma “ajeitada” muito mais frequente no tempo, mas muito mais irregular, é feita constantemente (o segundo bissexto). Uma mudança que é essencial para manter o bom funcionamento dos sistemas de GPS, das telecomunicações, e até dos arquivos que você transfere pela internet. O segundo bissexto surgiu no início da atual era tecnológica, em 1972. Ele é adicionado para manter a escala de tempo medida pelos relógios atômicos em fase com a escala de tempo baseada na rotação da Terra. A razão para isto é que, enquanto os relógios atômicos, que usam as vibrações dos átomos para contar os segundos, são incrivelmente precisos, a Terra não é um cronometrista tão confiável quanto se acreditava – isto graças a uma ligeira oscilação que ela sofre conforme gira sobre seu próprio eixo: “Desde a década de 1920 já se sabe que o movimento da Terra não é tão constante como tínhamos pensado inicialmente,” explica Rory McEvoy, curador de “horologia” do observatório de Greenwich, no Reino Unido. Essa variação natural da Terra significa que as horas medidas pelos […]


Mapeamento geotécnico não é eficiente na prevenção de desastres

As consequências dos desastres naturais do Brasil evidenciam cada vez mais, a fragilidade do país para lidar com o assunto. Hoje, apenas 3,4% dos municípios possuem cartas geotécnicas, um instrumento essencial para prevenir catástrofes naturais. Segundo um levantamento do governo federal, 735 municípios em nove Estados brasileiros têm áreas com risco de deslizamento. Do total, apenas 25 dispõem de cartas geotécnicas dos morros e das encostas. As cartas revelam aspectos fundamentais do problema e podem servir de base para a aplicação de ações das autoridades responsáveis. Em outras palavras, o mapeamento faz uma análise técnica do tipo de solo e das rochas, e da declividade das encostas de determinado local, além do comportamento do terreno frente a uma possível ocupação urbana, ficando mais fácil detectar os riscos reais da região. É claro, que só o mapeamento detalhado de uma região não bastaria. Ele só serviria num trabalho conjunto com ações governamentais. De qualquer maneira é um bom começo no qual ainda estamos longe. “O Brasil não tem um levantamento completo, sistemático, permanente e os estudos de risco geológico são essenciais, são o principal instrumento de segurança”, explica o geólogo Renato Eugênio de Lima, diretor do Centro de Apoio Científico em Desastres da Universidade Federal do Paraná. No verão deste ano, a região serrana do Rio de Janeiro foi cenário do pior desastre natural da história do Brasil. Mais de 900 pessoas morreram em deslizamentos de terra concentrados em Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio […]

urandir ufo mapeamento geotecnico

Urandir ufo - neutinos podem viajar mais rapido que velocidade da luz

Neutrinos podem ter viajado mais rápido que a luz

Quando, há poucos mais de um ano, cientistas do experimento Opera detectaram neutrinos transmutando-se de um tipo em outro, eles logo falaram da descoberta de uma “nova física”. E eles aparentemente já tinham nas mãos outros resultados ainda mais surpreendentes. Depois de dois anos de medições, e inúmeras revisões e checagens, eles finalmente resolveram compartilhar sua possível descoberta com outros pesquisadores. Segundo Antonio Ereditato, da Universidade de Berna, na Suíça, a equipe aparentemente detectou neutrinos viajando mais rápido do que a velocidade da luz.   Quebra da relatividade? Se neutrinos podem viajar mais rápido do que a velocidade da luz, então o preceito fundamental de que as leis da física são as mesmas para todos os observadores cai por terra.  A ideia de que nada pode viajar mais rapidamente do que a luz é um pilar da teoria da relatividade especial, formulada por Einstein. E esta teoria está na base de toda a física moderna. Isto sim, pode apontar para uma “nova física” – desde que os outros pesquisadores não encontrem erros no experimento e nas análises. “Nós tentamos por todos os meios descobrir um erro – erros triviais, erros mais complicados, efeitos impensáveis – mas não conseguimos encontrar nenhum,” disse Ereditato. Depois de tantos cuidados, ele e sua equipe afirmam ter alcançado um nível seis sigma, que indicaria uma descoberta científica realmente válida. Tudo vai depender do escrutínio que será feito nos dados por equipes de físicos do mundo todo. “Dadas as potenciais consequências de longo alcance desse resultado, medições independentes serão necessárias […]


manipulação mundial

As informações que recebemos e estão sendo divulgadas do que ocorre no mundo mostram como são alterados os destinos das pessoas em nosso planeta, estamos sendo manipulados como marionetes sem percebermos o que está acontecendo. O caso abaixo demosntra exatamente o que acontece por milhares de anos, passando de gerações por gerações. Impossível? Então conheça um pouco a história do Sr Lindsey Williams. Sr. Lindsey foi por muitos anos piloto de vôos para estas pessoas das Elites globais e com o passar do tempo ganhou a confiança deles. Assim eles passaram a informá-lo da programação para o mundo que vivemos. Comentavam o que aconteceria com a população nos anos seguintes e deixaram que ele avisa-se sua familia e amigos. O Sr. Lindsey manteve contato com estas Elites Globais durante 35 anos e recebeu a liberação destas Elites de falar tudo que ele ouviu delas durante estes anos de convívio. E nestes vídeos o  Sr. Lindsey vêm nos informando desde 2008 as previsões do que as Elites irão e estiveram fazendo com o nosso sistema e ele vem acertando com exatidão cada passo assutadoramente, mostrando que existe realmente um caos coordenado por estas Elites. Este vídeo é um mix mostrando desde 2008 o que ele vem falando e acertando. Sabemos também que estas elites além do controle da mídia e governos, modificaram vários manuscritos históricos e religiosos, fazendo com que as pessoas se percam em crenças que não existem. E direcionando a população na crença de formas diabólicas que irão controlar […]

manipulacao mundial projeto portal e urandir pastor_lindsey_williams1