Category Archives : Ciência


Cientistas descobrem novo fenômeno natural: o terremoto espacial

Fonte:  Apolo11 Utilizando dados de uma frota de cinco satélites científicos, pesquisadores da Nasa descobriram uma nova manifestação de clima espacial. O fenômeno é produzido pelo vento solar ao atingir a magnetosfera da Terra e por sua semelhança ao que ocorre no solo, foi batizado de “terremoto espacial”. De modo bem simplificado, um terremoto espacial (ou spacequake) é um forte tremor no campo magnético da Terra e que apesar de ser observado com mais intensidade na órbita do planeta, não é exclusivo do espaço e seus efeitos podem se propagar por todo o caminho até a superfície. “As reverberações magnéticas podem ser detectadas em todo o globo, da mesma forma que os sismômetros detectam um grande terremoto”, disse Vassilis Angelopoulos, principal investigador dos dados dos satélites THEMIS e ligado à Universidade da Califórnia, em Los Angeles. No entender de Evgeny Panov, do Instituto de Pesquisas da Áustria, “essa analogia é excelente, pois a energia total contida em um spacequake pode até superar a energia contida em um terremoto de magnitude 5 ou 6″. Os resultados do trabalho de Panov já haviam sido reportados em abril de 2010 na edição do periódico científico Geophysical Research Letters. Em 2007, a equipe THEMIS descobriu o precursor dos spacequakes. A ação tem início na cauda magnética da Terra, que se estende como uma biruta à mercê dos intensos ventos solares de quase 2 milhões de km/h. Segundo o estudo, em algumas ocasiões essa cauda se estica tanto que em dado momento se rompe como […]

Urandir UFO - terremotos no espaço e terra

Urandir UFO - phobos_grunt_em_terra

Raios Cósmicos podem ter afetado a nave Phobos-Grunt(apolo11.com)

Fonte: Apolo 11 A agência espacial russa, Roscosmos, confirmou que a perda da nave interplanetária Phobos-Grunt ocorreu devido a uma pane em um dos computadores de bordo. Agência também descartou a hipótese de sabotagem ou sobrecarga causada por sinais de radares norte-americanos. As informações foram divulgadas na terça-feira, dia 31, pelo diretor da Roscosmos, Vladimir Popovikin, que também descartou as versões divulgadas extraoficialmente por analistas russos, que sustentavam que a nave havia sido atingida por pulsos de radar. As declarações de Popovkin jogam por terra as versões que circularam nos meios de comunicação e que levantaram a suspeita de que a falha havia sido causada por emissões de radares de vigilância norte-americanos localizados nas Ilhas Marshall, no oceano Pacífico. Segundo um militar russo, a sonda teria sido atingida por poderosos pulsos eletromagnéticos emitidos por esses radares alguns minutos depois de ser lançada. No entanto, cálculos orbitais feitos pelo Apolo11-Satview descartavam essa possibilidade, já que naquele dia sonda não estava ao alcance dos radares mencionados. Raios Cósmicos De acordo com Popovkin, a causa mais provável da falha foi um intenso bombardeio de partículas pesadas proveniente do espaço cósmico. “Ao que tudo indica, dois módulos computadorizados reiniciaram e ficaram em stand-by à espera de ordens, mas algumas falhas impediram que a nave obedecesse essas ordens”. Popovkin não disse como os investigadores chegaram a essa conclusão, mas provavelmente se basearam nos blocos de dados de telemetria que foram recebidos pela Agência Espacial Europeia, ESA, durante as tentativas de contato. A autoridade também não […]


Laser ajudará no monitoramento da atmosfera terrestre

Fonte: Site Inovação Tecnológica, com informações da ESA A agência espacial europeia (ESA) demonstrou a viabilidade de usar um raio laser para monitorar os gases com efeito estufa. O objetivo é usar o laser entre dois satélites no espaço. Para aferir a técnica, contudo, os experimentos foram feitos nas ilhas Canárias onde foram disparados feixes de laser de La Palma para Tenerife. Durante duas semanas, o céu noturno entre as duas ilhas iluminou-se de luz verde – o que parecia mais uma cena do filme Guerra das Estrelas do que uma experiência para compreender a atmosfera terrestre. Espectroscopia com infravermelho A experiência foi concebida para testar a técnica de “espectroscopia de absorção diferencial no infravermelho” para medições de grande precisão de gases como o dióxido de carbono e o metano. Esta técnica irá ligar dois satélites em órbita da Terra: um funcionará como transmissor e o outro como receptor. Enquanto o feixe viaja de um para o outro, a atmosfera é analisada. O Observatório del Roque de los Muchachos fez a transmissão dos dois feixes de laser, verde e infravermelhos, dirigidos para a estação de Tenerife. A técnica conhecida como “ocultação” baseia-se no acompanhamento de sinais de satélites à medida que estes surgem ou desaparecem no horizonte, e é um método bem estabelecido de estudo da atmosfera. Já a nova técnica usa lasers infravermelhos, em vez das micro-ondas usadas no método mais comum. No comprimento de onda certo, as moléculas da atmosfera alteram o feixe de laser. Esta informação pode ser […]

raio laser no monitoramento da atsmosfera - La Palma - Teenerife

Urandir UFO - Em busca de partícula de Deus - cern

Cientista Busca a Partícula de Deus

 Fonte: Jamil Chade, de O Estado de S. Paulo GENEBRA – Apesar dos avanços na pesquisa científica, ainda conhecemos uma fração do funcionamento do universo. O alerta é do italiano Guido Tonelli, um dos dois líderes do projeto Compact Muon Solenoid (CMS), do Cern, que busca o bóson de Higgs e envolve 3 mil cientistas. O forte candidato ao Nobel, espera encontrar o elo perdido da física em um ano Nota da Redação do Projeto Portal: Como se sabe, e como já disse o ET Bilu, a nossa ciência, apesar de todo o avanço e toda a pesquisa, ainda desconhece as leis universais e tropeça em alguns parâmetros. O ET Bilu, ao revelar a teoria da Terra Convexa em seus continentes e nivelada nas águas, já disse, por exemplo,  que a Lei da Gravidade possui fatores que ainda não são conhecidos pela ciência da Terra e assim diversas outras questões do conhecimento humano, que ainda serão relevadas ou conhecidas pelo homem. O quebra-cabeça é gigantesco em todos os setores e esbarra em preconceitos, paradigmas e desafios ao nosso conhecimentoe. Toda a pesquisa que vise ampliar os horizontes é válida porque, como disse o cientista Guido Tonelli, “a vantagem de ser cientista é que sabemos o tamanho da ignorância da humanidade. Se encontrarmos o bóson de Higgs um dia, teremos desvendado apenas 4% do universo.” O CMS é uma câmera de 12,5 mil toneladas que tira fotos – com definição de 100 milhões de pixels – de choques de prótons que percorrem […]


Meteoritos contêm componentes de DNA alienígena

 Fonte: Estadão O resultado da pesquisa ajuda a sustentar a teoria de que o ‘kit’ para a criação da vida da Terra veio pronto do espaço, entregue por colisões da Terra com cometas e meteorito. Pesquisadores da Nasa encontraram pistas de alguns dos elementos que formam o DNA em meteoritos vindos do espaço e puderam comprovar sua origem extraterrestre, segundo estudo divulgado pela revista Proceedings of the National Academy of Sciences. O resultado da pesquisa ajuda a sustentar a teoria de que o “kit” para a criação da vida da Terra veio pronto do espaço, entregue por colisões da Terra com cometas e meteoritos. Nota da Redação Projeto Portal: Ao que tudo indica, o início da vida na Terra está totalmente desvinculado das teorias religiosas do criacionismo e da teoria evolucionista de Charles Darwin, que parte do princípio de que o homem é o resultado de um lento processo de alterações (mudanças). Esta é a idéia central da evolução: os seres vivos (vegetais e animais, incluindo os seres humanos) se originaram de seres mais simples, que foram se modificando ao longo do tempo. Aos poucos, a pesquisa científica verifica que a origem da vida na Terra é muito diferente do que foi estudado e pesquisado até hoje. Onde esses estudos vão desembocar ainda não sabemos, mesmo porque a origem do homem ainda permanece um mistério já que a conhecimento humano ainda não conseguiu localizar o elo  e a origem das espécies.Talvez informações de super humanos ou inteligências de outros planetas […]

Urandir ufo - meteoritos contem dna alienigena

Urandir ufo - aquecimento global grande farsa

Aquecimento Global Não Existe mas sim Mudanças Climáticas Previsíveis

Esqueça o aquecimento global – com o Ciclo solar 25 não precisa se preocupar (e se os cientistas da NASA estão certos o Tâmisa será de novo congelado) Um grande estudo, publicado em dezembro passado no Jornal de Física Atmosférica e Solar-Terrestrial mostra que as mudanças climáticas observadas desde 1850 até à data estão associados com cíclicos e previsíveis eventos naturais no sistema solar da Terra com a ajuda de uma pequena contribuição limitada do nosso lado. A pesquisa foi conduzida por Nicola Scafetta, um cientista da Universidade de Duke Cavity Radiometer atividade no Solar Lab Monitor (ACRIM), associado com o Jet Propulsion Laboratory da NASA, na Califórnia. Neste desafio de pesquisa as metodologias utilizadas pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas ( IPCC ) e o uso de um “modelo de circulação geral do clima”(GCM) que ignorar essas influências principais, não reproduzem o ciclo climático observado de dez anos e da multi-década. Conforme descrito no documento, os modelos do IPCC não incorporam os efeitos da modulação das mudanças climáticas, como as nuvens. As nuvens são formadas sob a influência de raios cósmicos durante os períodos de atividade solar baixa. Na verdade, é bem conhecido que as nuvens tendem a tornar as condições mais frias. Situação testemunhada pelo “mínimo de Maunder” do século 17.  Pelo menos 50-70% do aquecimento observado no 20° século  pode estar associado a um aumento na atividade solar. Em seu estudo, o Dr. Scafetta cobra uma base de modelo astronômico, que reconstrói e relaciona […]


Sinais Comprovam que o mundo passa por profundas mudanças

Alterações no clima, alimentos geneticamente modificados, medicamentos abundantes e crise financeira mostram que nosso planeta não é mais o mesmo. É inegável que nosso planeta está diferente. Todo dia ocorre algum fato climático novo em alguma parte do mundo, seja um terremoto, neve, enchentes, vendavais, ou lá o que for. Até nosso Sol anda meio esquisito, passando por fases de extrema calmaria seguida de outra com agitação fora do comum através de constantes explosões geomagnéticas  com emissão de massa coronal em direção à Terra, o que causa diversos problemas técnicos na área de comunicação, mas também no planeta – haja visto as auroras em locais não imaginados (seria o aumento no buraco da camada de ozônio?)  e na saúde das pessoas. As mudanças climáticas que ocorrem no planeta são cíclicas e a história da humanidade comprova esse fato. As alterações no clima afetou dezenas de civilizações e inclusive mudou a geografia terrestre por várias vezes, até chegarmos ao que conhecemos hoje, mas que certamente não será igual no futuro e talvez esse futuro esteja bem próximo, a continuar os alinhamentos planetários e até galáctico com o bombardeamento de partículas cósmicas cada vez maior, como se algo similar a um gatilho impulsionasse essas partículas em direção aos corpos celestes em uma determinada faixa de extensão. Quando os pesquisadores do Projeto Portal  e seu Centro Tecnológico Zigurats com sede em Corguinho/MS  falavam há 15 anos sobre esses fatos, eram drasticamente refutados. Hoje ainda sofrem rejeição, porém a cada dia os fatos climáticos […]

urandir ufo midia controla as informaçoes

Urandir ufo - nanoparticulas na saude

Impacto das Nanopartículas na Saúde

Fonte: Portal Terra Experimentos feitos em galinhas levantaram questões sobre o impacto na saúde de nanopartículas, grãos ultrafinos comumente usados em medicamentos e alimentos processados, alertam cientistas. As galinhas expostas a doses orais elevadas de partículas de poliestireno medindo 50 nanômetros (50 bilionésimos de um metro) absorveram menos ferro em sua dieta, segundo o estudo. Ao mesmo tempo, as aves que foram expostas cronicamente a estas doses tiveram uma “reestruturação” de suas vilosidades intestinais, projeções microscópicas semelhantes a dedos que desempenham um papel importante na absorção dos nutrientes. As mudanças demonstram que as vilosidades aumentaram a área superficial disponível para absorção de ferro. A absorção intestinal de cálcio, cobre, zinco e vitaminas A, D, E e K também pode ser afetada pela alta exposição às nanopartículas, embora mais estudos sejam necessários para investigar o processo, afirmam os cientistas. A equipe de cientistas, chefiada por Michael Shuler, da Universidade Cornell, em Nova York, testou as nanopartículas em galinhas como um substituto do intestino humano e também usaram células cultivadas em laboratório para o revestimento das vísceras humanas. As galinhas receberam quase a mesma dose, equivalente ao peso, que um humano adulto em um país desenvolvido. “A camada epitelial do intestino é o portão de entrada que as nanopartículas ingeridas precisam atravessar para chegar ao corpo”, destacou o artigo, publicado na revista científica Nature Nanotechnology. “As partículas de poliestireno usadas nestes experimentos geralmente são consideradas não tóxicas, mas sua interação com um processo fisiológico normal sugere um mecanismo potencial para uma resposta […]


O Premio Nobel do Cancer em 1931

No ano de 1931 um cientista recebeu o prêmio Nobel por descobrir a CAUSA PRIMÁRIA DO CÂNCER. Interessante , não ? Mas peraí, se a causa foi descoberta, por que ainda não descobriram a cura?? Vamos saber agora!! Foi este senhor: Dr. Otto Heinrich Warburg Dr. Otto Heinrich Warburg (1883-1970). Prêmio Nobel em 1931 por sua tese “A causa primária e a prevenção do câncer” Segundo este cientista, o câncer é a consequência de uma alimentação antifisiológica e um estilo de vida antifisiológico. Por que?… porque uma alimentação antifisiológica – dieta baseada em alimentos acidificantes + sedentarismo, cria em nosso organismo um ambiente de ACIDEZ. A ACIDEZ por sua vez, EXPULSA o OXIGÊNIO das células!!! Ele afirmou: “A falta de oxigênio e a acidez são as duas caras de uma mesma moeda: quando você tem um, você tem o outro.” Ou seja, se você tem excesso de acidez, então automaticamente falta oxigênio em seu organismo! Outra afirmação interessante: “As substâncias ácidas repelem o oxigênio; em oposto, as substâncias alcalinas atraem o oxigênio.” Ou seja, um ambiente ácido, sim ou sim, é um ambiente sem oxigênio. E ele afirmava que: “Privar uma célula de 35% de seu oxigênio durante 48 horas, pode convertê-la em cancerígena.” Ainda segundo Warburg: “Todas as células normais tem como requisito absoluto o oxigênio,  porém as células cancerosas podem viver sem oxigênio – uma regra sem exceção.” E também: “Os tecidos cancerosos são tecidos ácidos, enquanto que os saudáveis são tecidos alcalinos.” Em sua obra “O metabolismo […]

Otto Heinrich Warburg

urandir ufo - super terremoto pode ocorrer

Estudos apontam a possibilidade de um super sismo na Bolívia

 Fonte: Ciência Hoje Dois milhões de bolivianos estão expostos a um risco de tremor de terra que pode atingir uma magnitude de 8,9, um mega-sismo que seria 125 vezes mais forte do que as anteriores apontavam estimativas, segundo um estudo divulgado sexta-feira (08). A descoberta foi apresentada na revista científica britânica «Nature», que constitui uma surpresa para os próprios investigadores. “Ninguém suspeitava que os cálculos anteriores fossem subestimados”, sublinha Benjamin Brooks, geofísico da Universidade norte-americana de Hawai Manoa e principal autor deste estudo. Segundo os cálculos efetuados até agora, baseados na história sísmica relativamente calma da zona, a magnitude de um abalo de terra na região situada a leste dos Andes centrais não ultrapassaria 7,5. Mas uma análise minuciosa de dados GPS obtidos no flanco oriental da cadeia montanhosa sugere que as tensões subterrâneas que se acumulam há séculos poderão desencadear um sismo de magnitude entre 8,7 e 8,9. Estes dados mostram, de fato, que a zona situada a oeste da falha de Mandeyapecua, de orientação norte-sul, deslocou-se bastante mais que a zona situada a leste desta falha. De acordo com os investigadores, uma seção relativamente pouco profunda desta falha está bloqueada a cem quilómetros e é lá que se acumulam as tensões provocadas pelo embate de duas placas tectónicas situadas sob a região. “A ruptura de toda esta seção num único sismo poderia levar a um sismo de magnitude 8,9”, considerou Brooks. Salienta ainda: “Esperamos que estas informações sejam amplamente difundidas na Bolívia e tidas em conta pelas pessoas […]


Sonho de Einstein realizado: Fótom é aprisionado

Fonte: Redação do Site Inovação Tecnológica Uma equipe de pesquisadores europeus conseguiu pela primeira vez estabilizar um estado quântico de forma constante. Este foi um sonho várias vezes manifestado por Albert Einstein, que afirmava que se contentaria em observar um fóton preso por um segundo – Einstein não se dava muito bem com as predições pouco usuais da mecânica quântica, que ele nunca aceitou por completo. Clément Sayrin e seus colegas do Laboratório Kastler Brossel, na França, fizeram bem mais do que isso: eles mantiveram um número constante de fótons aprisionados dentro de uma cavidade de micro-ondas “de forma permanente”, segundo relataram em um artigo publicado na revista Nature. Caixa de fótons Essa caixa de fótons é uma cavidade de ressonância formada por dois espelhos supercondutores, onde os fótons ficam presos de forma contínua, sem precisar que eles sejam continuamente transferidos de uma armadilha para outra. Normalmente um fóton, a unidade básica da luz, somente pode ser observado quando ele desaparece. Por exemplo, quando atinge as células fotorreceptoras do nosso olho, o fóton deixa de existir e sua “informação” é traduzida na forma de um impulso elétrico que nos dá consciência de sua finada existência. Seu aprisionamento – ou estabilização, como chamam os físicos – permite que eles sejam estudados de forma direta, eventualmente sem serem afetados, algo que passou a ser cogitado há pouco tempo com a chamada “medição fraca”. Fronteira quântica-clássica Fótons e outras partículas subatômicas obedecem às regras da mecânica quântica, um tanto esquisita em relação à […]

Urandir  ufo - atomo é aprisionado pela primeira vez

urandir ufo doce envelhece

Cuide da saúde: Acúcar Envelhece

Fonte: Tecmundo Pesquisa revelou que açúcar pode ser tão perigoso quanto álcool e cigarro. Sugestão é dificultar acesso a doces. Você é daquelas pessoas que não pode ver um bolo ou um brigadeiro que já fica com água na boca? Sempre possui uma bala ou um chiclete no bolso? Se a resposta for sim, aproveite cada segundo dessas guloseimas, pois elas podem se tornar ilegais. Não, ainda não temos uma proposta de lei querendo proibir a venda de doces rodando no senado de algum país, mas alguns cientistas já declararam apoiar essa ideia. Para eles, o açúcar pode ser tão perigoso quanto cigarros e bebidas alcoólicas e que, por isso, sua venda deveria ser igualmente restrita. Apesar de soar absurdo, a crítica é bem fundamentada. De acordo com o artigo The Toxic Truth About Sugar, publicado na revista Nature, a substância contribui para a morte de cerca de 35.000.000 de pessoas a cada ano e que, por isso, algumas leis deveriam ser criadas para impedir seu consumo excessivo. Um dos responsáveis pela pesquisa, Robert Lustig, afirmou que não é preciso cortar o açúcar de sua dieta, apenas maneirar nas doses, pois o uso exagerado pode realmente matar a pessoa aos poucos. Além disso, ele aponta que a grande quantidade de doces é uma das principais causas da obesidade infantil em todo o mundo e que uma restrição seria uma maneira mais eficiente de acabar com essa realidade, uma vez que a conscientização não mostrou resultados. A ideia de Lustig e […]


O Cinturão de Fotons

O Sistema Solar gira em torno de Alcione, estrela central da constelação de Plêiades. Esta foi a conclusão dos astrônomos Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, depois de estudos e cálculos minuciosos. O nosso Sol, neste complexo, está localizado a aproximadamente 28 graus de Touro, e leva quase 26 mil anos para completar uma órbita ao redor de Alcione. A divisão desta órbita por doze resulta em, aproximadamente, 2.150 anos, tempo de duração de cada era. Descobriu-se também que Alcione tem à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas de seus sistemas (incluindo o nosso), que foi chamado de cinturão de fótons. Um fóton é um quantum (partícula) de energia eletromagnética, sendo a mais ínfima partícula de energia eletromagnética, algo que ainda se tem pouco conhecimento na Terra. O fenômeno do Cinturão de Fótons é um fenômeno astronômico. Percebido pela primeira vez em 1961, detectado através de satélites, a descoberta do Cinturão de Fótons, marca o início de uma expansão da consciência além da terceira dimensão. Essa precessão do nosso sistema solar em sentido anti-horário ao redor de Alcione é um fenômeno cíclico e dura, aproximadamente, 25.650 anos. Para cada órbita completa em torno de Alcione, nosso Sistema Solar mergulha por duas vezes nesse anel de micro partículas de radiação, uma vez para o norte e uma vez para o sul. A passagem por este “anel de fótons” leva, aproximadamente, 2000 anos. Estudos indicam que […]

cinturao-de-fotons projeto portal

Urandir - tempestade no sol_grande

Forte tempestade solar chega à Terra

Uma forte tempestade solar deve atingir a Terra nesta quinta-feira (08), com potencial para afetar redes elétricas, satélites de navegação GPS e rotas de aviões.A tempestade – a mais forte dos últimos cinco anos – vai liberar uma grande carga de partículas, segundo especialistas em meteorologia dos Estados Unidos. De acordo com eles, a tempestade foi provocada por grandes explosões que ocorreram no começo da semana. O efeito maior será sentido nos polos do planeta e com certeza deveráo ocorrer autoras. Aviões que passam por essas regiões precisarão desviar suas rotas. As pa rtículas solares chegam à Terra a 6,4 milhões de quilômetros por hora, segundo o centro meteorológico americano US National Oceanic and Atmospheric Administration (Noaa, na sigla em inglês). Imagens das regiões do Sol onde as explosões ocorreram revelam uma complexa rede de manchas, indicando que há quantidades enormes de energia magnética. Outras tempestades magnéticas foram observadas nas últimas décadas. Uma explosão solar enorme, em 1972, paralisou as linhas telefônicas do Estado americano de Illinois. A emissão de massa coronal teve nível KP6, considerado moderado, seguidos de outras quatro com mível KP5, também moderado. Os cientistas dizem que a tempestade solar, que começou no início da semana, está crescendo à medida que se afasta do sol, expandindo-se como uma bolha de sabão gigante. Quando ela atacar na manhã desta quinta-feira, as partículas irão se mover em 4 milhões de quilômetros por hora. – Vai nos bater bem no nariz – disse Joe Kunches, um cientista da Administração Nacional […]


Tempo Mundial pode mudar em 2012

Fonte: BBC e site Inovação Tecnológica O tempo, tal como o conhecemos hoje, poderá não ser exatamente o mesmo tempo nos séculos que virão. Tanto que os cientistas da área estão discutindo uma nova definição da escala de tempo do mundo: o chamado Tempo Universal Coordenado (UTC). E a principal questão em debate é o segundo bissexto – mais especificamente, a abolição do segundo bissexto. Enquanto todo o mundo presta atenção aos anos bissextos, poucos sabem que uma “ajeitada” muito mais frequente no tempo, mas muito mais irregular, é feita constantemente (o segundo bissexto). Uma mudança que é essencial para manter o bom funcionamento dos sistemas de GPS, das telecomunicações, e até dos arquivos que você transfere pela internet. O segundo bissexto surgiu no início da atual era tecnológica, em 1972. Ele é adicionado para manter a escala de tempo medida pelos relógios atômicos em fase com a escala de tempo baseada na rotação da Terra. A razão para isto é que, enquanto os relógios atômicos, que usam as vibrações dos átomos para contar os segundos, são incrivelmente precisos, a Terra não é um cronometrista tão confiável quanto se acreditava – isto graças a uma ligeira oscilação que ela sofre conforme gira sobre seu próprio eixo: “Desde a década de 1920 já se sabe que o movimento da Terra não é tão constante como tínhamos pensado inicialmente,” explica Rory McEvoy, curador de “horologia” do observatório de Greenwich, no Reino Unido. Essa variação natural da Terra significa que as horas medidas pelos […]

Urandir - relogio atomico1