Category Archives : Ciência


Mapeamento geotécnico não é eficiente na prevenção de desastres

As consequências dos desastres naturais do Brasil evidenciam cada vez mais, a fragilidade do país para lidar com o assunto. Hoje, apenas 3,4% dos municípios possuem cartas geotécnicas, um instrumento essencial para prevenir catástrofes naturais. Segundo um levantamento do governo federal, 735 municípios em nove Estados brasileiros têm áreas com risco de deslizamento. Do total, apenas 25 dispõem de cartas geotécnicas dos morros e das encostas. As cartas revelam aspectos fundamentais do problema e podem servir de base para a aplicação de ações das autoridades responsáveis. Em outras palavras, o mapeamento faz uma análise técnica do tipo de solo e das rochas, e da declividade das encostas de determinado local, além do comportamento do terreno frente a uma possível ocupação urbana, ficando mais fácil detectar os riscos reais da região. É claro, que só o mapeamento detalhado de uma região não bastaria. Ele só serviria num trabalho conjunto com ações governamentais. De qualquer maneira é um bom começo no qual ainda estamos longe. “O Brasil não tem um levantamento completo, sistemático, permanente e os estudos de risco geológico são essenciais, são o principal instrumento de segurança”, explica o geólogo Renato Eugênio de Lima, diretor do Centro de Apoio Científico em Desastres da Universidade Federal do Paraná. No verão deste ano, a região serrana do Rio de Janeiro foi cenário do pior desastre natural da história do Brasil. Mais de 900 pessoas morreram em deslizamentos de terra concentrados em Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio […]

urandir ufo mapeamento geotecnico

Urandir - relogio atomico1

Tempo Mundial pode mudar em 2012

Fonte: BBC e site Inovação Tecnológica O tempo, tal como o conhecemos hoje, poderá não ser exatamente o mesmo tempo nos séculos que virão. Tanto que os cientistas da área estão discutindo uma nova definição da escala de tempo do mundo: o chamado Tempo Universal Coordenado (UTC). E a principal questão em debate é o segundo bissexto – mais especificamente, a abolição do segundo bissexto. Enquanto todo o mundo presta atenção aos anos bissextos, poucos sabem que uma “ajeitada” muito mais frequente no tempo, mas muito mais irregular, é feita constantemente (o segundo bissexto). Uma mudança que é essencial para manter o bom funcionamento dos sistemas de GPS, das telecomunicações, e até dos arquivos que você transfere pela internet. O segundo bissexto surgiu no início da atual era tecnológica, em 1972. Ele é adicionado para manter a escala de tempo medida pelos relógios atômicos em fase com a escala de tempo baseada na rotação da Terra. A razão para isto é que, enquanto os relógios atômicos, que usam as vibrações dos átomos para contar os segundos, são incrivelmente precisos, a Terra não é um cronometrista tão confiável quanto se acreditava – isto graças a uma ligeira oscilação que ela sofre conforme gira sobre seu próprio eixo: “Desde a década de 1920 já se sabe que o movimento da Terra não é tão constante como tínhamos pensado inicialmente,” explica Rory McEvoy, curador de “horologia” do observatório de Greenwich, no Reino Unido. Essa variação natural da Terra significa que as horas medidas pelos […]


Aquecimento Global Não Existe mas sim Mudanças Climáticas Previsíveis

Esqueça o aquecimento global – com o Ciclo solar 25 não precisa se preocupar (e se os cientistas da NASA estão certos o Tâmisa será de novo congelado) Um grande estudo, publicado em dezembro passado no Jornal de Física Atmosférica e Solar-Terrestrial mostra que as mudanças climáticas observadas desde 1850 até à data estão associados com cíclicos e previsíveis eventos naturais no sistema solar da Terra com a ajuda de uma pequena contribuição limitada do nosso lado. A pesquisa foi conduzida por Nicola Scafetta, um cientista da Universidade de Duke Cavity Radiometer atividade no Solar Lab Monitor (ACRIM), associado com o Jet Propulsion Laboratory da NASA, na Califórnia. Neste desafio de pesquisa as metodologias utilizadas pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas ( IPCC ) e o uso de um “modelo de circulação geral do clima”(GCM) que ignorar essas influências principais, não reproduzem o ciclo climático observado de dez anos e da multi-década. Conforme descrito no documento, os modelos do IPCC não incorporam os efeitos da modulação das mudanças climáticas, como as nuvens. As nuvens são formadas sob a influência de raios cósmicos durante os períodos de atividade solar baixa. Na verdade, é bem conhecido que as nuvens tendem a tornar as condições mais frias. Situação testemunhada pelo “mínimo de Maunder” do século 17.  Pelo menos 50-70% do aquecimento observado no 20° século  pode estar associado a um aumento na atividade solar. Em seu estudo, o Dr. Scafetta cobra uma base de modelo astronômico, que reconstrói e relaciona […]

Urandir ufo - aquecimento global grande farsa

Urandir UFO - raios gama detectados pelo telescopio Fermi

NASA: Telescópio Fermi encontra estrutura gigantesca em nossa galáxia

 Fonte: NASA Goddard Space Flight Center As recém descobertas  bolhas de raios gama se estendem por 50.000 anos-luz, ou aproximadamente metade do diâmetro da Via Láctea, de ponta a ponta. As bordas das bolhas foram primeiramente observadas em raios-X (azul) pelo satélite ROSAT, que caiu na superfície da Terra em 24 de setembro de 2011, uma missão operacional liderada pela Alemanha na década de 1990. Os raios  gamas foram  mapeadas pelo telescópio Fermi (na cor magenta)  se estendem muito além do plano da galáxia. A estrutura gigante dos raios-gama  foi descoberta por meio do processamento do Telescópio Fermi todo o céu da galáxia. A gigantesca bolha tem 1-10 bilhões de elétron volts. A estrutura emerge do centro galáctico e se estende a 50 graus norte e sul a partir do plano da Via Láctea, que mede o céu da constelação de Virgem à constelação de Grus. Quando um elétron se move perto da velocidade da luz  e atinge um fóton de baixa energia, a colisão diminui um pouco o elétron e aumenta a energia do fóton para o regime de raios gama. As bolhas exibem um espectro com energias mais altas do que o brilho de pico de raios gama difusos visto em todo o céu. Além disso, as bolhas mostram bordas afiadas em dados Fermi LAT. Ambas estas qualidades sugerem que a estrutura surgiu em um evento súbito e impulsivo, com um pulsar da galáxia. “O que vemos são dois raios gama emissores de bolhas que se estendem  a […]


Como funciona a mente Humana: Os Níveis Mentais

A mente humana é uma faculdade sensorial da inteligência. Sua função é captar informações que são armazenadas nos neurônios cerebrais pelos outros sentidos normais do ser humano. Nossa mente tem condições de captar e imprimir qualquer tipo de informação em uma célula viva. Através de nossa vontade, temos condições de entrar em sintonia com qualquer centro cerebral e levar à consciência a informação que se encontra ali armazenada. De acordo com as freqüências das ondas cerebrais, os níveis mentais estão dentro de três grupos: Nível astral No nível astral, a mente atua no consciente interior, ou seja, limitada ao campo energético do corpo (aproximadamente 7 metros de circunferência em torno do corpo) e em freqüências muito lentas, em baixas vibrações: a freqüência cerebral varia de 0,1 a 8 ciclos por segundo. A atuação do cérebro nos níveis do plano astral é desenvolvida naturalmente e automaticamente. Por exemplo, as pessoas atuam no plano astral quando meditam, choram e durante a maior parte do tempo quando dormem. E fazem isso de forma natural e automática. Neste plano, ocorre a imaginação e a criação, mas não a realização com bastante intensidade ou rapidez. Ocorre autocura, por exemplo, mas com lentidão. Uma vez que as freqüências cerebrais diminuem, as energias e sua proteção também reduzem, tornando a mente e o corpo vulneráveis às energias negativas – o que não ocorre no nível mental. Além disso, o plano astral não favorece o desenvolvimento da paranormalidade e evolução mental, pois a mente precisa estar constantemente em […]

projeto portal e urandir estudam a mente humana

Neve no Saara projeto portal urandir

Tempestade de Neve no Deserto

 Situações inusitadas em termos de clima têm ocorrido ultimamente no planeta. Uma delas se refere a tempestade de neve em pleno deserto na Arábia Saudita e mais incrível ainda, a neve também caiu no deserto do Saara, no oeste da Argélia e não foi a primeira vez que isso ocorreu nos últimos anos. No Deserto do Saara, a neve caiu na terça-feira na terça-feira, dia 17 de janeiro. Uma mudança na temperatura trouxe uma frente fria que durou 24 horas com o vento soprando e a neve caiu em estradas e edifícios na província de Bechar, no oeste da Argélia, que se localizada no norte do Saara, a cerca de 36 km ao sul da fronteira marroquina. Já na Arábia Saudita o fato ocorreu no dia 24 janeiro, quando uma tempestade de neve sem precedente para esta época do ano caiu na zona montanhosa de Assyr, Sul da Arábia Saudita, bloqueando as estradas e deixando 75 feridos. O jornal Al-Madina informou que a polícia, a defesa civil e os serviços médicos de emergência socorreram milhares de pessoas que visitavam o parque nacional de Assyr, o mais alto do reino, com 2.910 metros de altura. Uma tempestade de neve é algo inédito na Arábia Saudita nesta época do ano, onde os termômetros costumam indicar até 50 graus positivos. Tempestades de neve em pleno deserto e em países com temperaturas elevadas são difíceis de acontecer. Pesquisando, constatamos que nevou apenas uma única vez no deserto do Saara (agora são duas vezes, com […]


Leis da Física variam ao longo do Universo

 Fonte: Site Inovação Tecnológica Um dos mais queridos princípios da ciência – a constância das leis da física – pode não ser verdadeiro. Um estudo publicado na mais conceituada revista de física, a Physical Review Letters, afirma que as leis da natureza podem variar ao longo do Universo. O estudo concluiu que uma das quatro forças fundamentais, o eletromagnetismo, parece variar de um lugar para outro. O eletromagnetismo é medido por meio da chamada constante de estrutura fina, simbolizada pela letra grega alfa (α).  Esta constante é uma combinação de três outras constantes: a velocidade da luz (c), a carga do elétron (e) e a constante de Planck (h), onde α = e2/hc. O resultado é cerca de 1/137, um número sem dimensão, o que a torna ainda mais fundamental do que as outras constantes, como a gravidade, a velocidade da luz ou a carga do elétron. Em termos gerais, a constante alfa mede a magnitude da força eletromagnética – em outras palavras, a intensidade das interações entre a luz e a matéria. Nota da Redação do Dakila Pesquisas: Os pesquisadores das Universidades de Nova Gales do Sul e Swinburne, na Austrália, e Cambrige, no Reino Unido, estão prestes a confirmar recente afirmação do ET Bilu, segundo a qual as leis de física conforme a conhecemos não estão totalmente adequadas, existindo outros mecanismos que influem no equilíbrio e movimento dos corpos e que há variantes e outras forças ou leis ainda desconhecidas que atuam nesse mecanismo, algumas delas provenientes de mundos […]

Urandir UFO - variacao-das-leis-da-fisica

Urandir ufo - inflação cósmica

Universo Paralelo. O que é isso?

Físicos do mundo todo aceitam a hipótese de que o nosso universo não é o único a existir. Entenda por que esses estudiosos consideram a hipótese com seriedade. Fonte:Tecmundo A ideia de múltiplos universos existindo simultaneamente e em dimensões paralelas está muito presente no imaginário popular. Diversos filmes, livros e programas de TV abordam o assunto de maneira intrigante. Mas para quem ainda não sabe o que é um universo paralelo, vale a pena um pouco de exercício mental. O nosso planeta é apenas um dos mundos que existem dentro do nosso sistema solar. Da mesma forma, o sistema solar em que nos encontramos é apenas um dos muitos da nossa galáxia, a Via Láctea. E de maneira análoga, essa é também apenas uma das bilhares de galáxias que já fomos capazes de fotografar. Todo esse “zoológico espacial” ― que ainda possui “bichos” que nem citamos, como buracos negros, nebulosas etc ― fica dentro do nosso universo. E a parte boa é que somos capazes de estudar o nosso próprio universo. Porém, de tão grande sua extensão, a visão que temos dele é muito limitada. Para ter uma ideia dessa distância, imagine que não conseguimos observar parte dele, já que a luz emitida daqueles confins ainda não foi capaz de chegar até nós. Nota da Redação do Projeto Portal: Mais uma vez confirmam-se as informações reveladas pelas inteligências de outros mundos parceiras do Projeto Portal: a existência de mundos paralelos, multiversus, realidades paralelas, outros mundos ou seja lá o nome […]


MDPL – Conheça essa Biotecnologia!

O que Significa MDPL? MDPL = Magnetismo, Densidade, Pressão e Luz. São quatro forças (somadas as outras que derivam delas e que se propagam) exercidas sob a Terra. A ciência tradicional confunde a gravidade com estas forças. Não existe a gravidade de um planeta, a força gravitacional, e sim estas quatro forças que atuam e que nos mantem firme na terra. Principalmente a PRESSÃO atmosférica. A Associação Dakila liderada por Urandir Fernandes de Oliveira após inúmeras pesquisas levando em consideração estas quatro forças, conseguiu desenvolver uma biotecnologia e a colocou em um ponto estratégico no espaço. Desenvolveram um aparelho que propaga estas forças direcionadas em um grupo de pessoas, com a finalidade de realizarem diversos experimentos e pesquisas sobre os efeitos dela sob o corpo do ser humano.   Como Funciona? As pesquisas acontecem toda vez que os associados se reúnem para realizarem diversas atividades físicas (pois quanto mais as pessoas se movimentam, quanto mais levam o seu corpo ao limite, mais elas conseguem absorver esta tecnologia). Dentre as atividades, foi criado um campeonato de futebol nomeado de Torneio MDPL. Enquanto está ocorrendo este torneio, um aparelho que manipula este conjunto de forças através de um biosatélite direciona partículas de feixes de luz fotônicos para quem esta em movimento. Estas energias estão disponíveis no espaço para todos nós, porém, a ciência tradicional ainda não sabe como manipular, juntar estas partículas e direcionar para um ponto específico. Esta tecnologia exerce uma certa frequência, libera alguns pulsos sequenciais. Elas interagem com a […]

Urandir Fernandes de Oliveira - ufo, dakila, dakila pesquisas, atividade fisica, exercicio fisico, prolongamento da vida, envelhecimento, ciencia, tecnologia, mdpl

Urandir ufo - meteoritos contem dna alienigena

Meteoritos contêm componentes de DNA alienígena

 Fonte: Estadão O resultado da pesquisa ajuda a sustentar a teoria de que o ‘kit’ para a criação da vida da Terra veio pronto do espaço, entregue por colisões da Terra com cometas e meteorito. Pesquisadores da Nasa encontraram pistas de alguns dos elementos que formam o DNA em meteoritos vindos do espaço e puderam comprovar sua origem extraterrestre, segundo estudo divulgado pela revista Proceedings of the National Academy of Sciences. O resultado da pesquisa ajuda a sustentar a teoria de que o “kit” para a criação da vida da Terra veio pronto do espaço, entregue por colisões da Terra com cometas e meteoritos. Nota da Redação Dakila Pesquisas: Ao que tudo indica, o início da vida na Terra está totalmente desvinculado das teorias religiosas do criacionismo e da teoria evolucionista de Charles Darwin, que parte do princípio de que o homem é o resultado de um lento processo de alterações (mudanças). Esta é a idéia central da evolução: os seres vivos (vegetais e animais, incluindo os seres humanos) se originaram de seres mais simples, que foram se modificando ao longo do tempo. Aos poucos, a pesquisa científica verifica que a origem da vida na Terra é muito diferente do que foi estudado e pesquisado até hoje. Onde esses estudos vão desembocar ainda não sabemos, mesmo porque a origem do homem ainda permanece um mistério já que a conhecimento humano ainda não conseguiu localizar o elo  e a origem das espécies.Talvez informações de super humanos ou inteligências de outros planetas […]


O Premio Nobel do Cancer em 1931

No ano de 1931 um cientista recebeu o prêmio Nobel por descobrir a CAUSA PRIMÁRIA DO CÂNCER. Interessante , não ? Mas peraí, se a causa foi descoberta, por que ainda não descobriram a cura?? Vamos saber agora!! Foi este senhor: Dr. Otto Heinrich Warburg Dr. Otto Heinrich Warburg (1883-1970). Prêmio Nobel em 1931 por sua tese “A causa primária e a prevenção do câncer” Segundo este cientista, o câncer é a consequência de uma alimentação antifisiológica e um estilo de vida antifisiológico. Por que?… porque uma alimentação antifisiológica – dieta baseada em alimentos acidificantes + sedentarismo, cria em nosso organismo um ambiente de ACIDEZ. A ACIDEZ por sua vez, EXPULSA o OXIGÊNIO das células!!! Ele afirmou: “A falta de oxigênio e a acidez são as duas caras de uma mesma moeda: quando você tem um, você tem o outro.” Ou seja, se você tem excesso de acidez, então automaticamente falta oxigênio em seu organismo! Outra afirmação interessante: “As substâncias ácidas repelem o oxigênio; em oposto, as substâncias alcalinas atraem o oxigênio.” Ou seja, um ambiente ácido, sim ou sim, é um ambiente sem oxigênio. E ele afirmava que: “Privar uma célula de 35% de seu oxigênio durante 48 horas, pode convertê-la em cancerígena.” Ainda segundo Warburg: “Todas as células normais tem como requisito absoluto o oxigênio,  porém as células cancerosas podem viver sem oxigênio – uma regra sem exceção.” E também: “Os tecidos cancerosos são tecidos ácidos, enquanto que os saudáveis são tecidos alcalinos.” Em sua obra “O metabolismo […]

Otto Heinrich Warburg

Urandir ufo - medida da rotacao terrestre é feita pela primeira vez

A Rotação da Terra é medida pela primeira vez!

Fonte: Inovação Tecnológica  Um grupo com pesquisadores da Universidade Técnica de Munique, na Alemanha, tornou-se a primeira equipe do mundo a detectar mudanças no eixo da Terra através de medições em laboratório. Até hoje, os cientistas somente conseguiam rastrear as mudanças no eixo polar indiretamente, monitorando corpos celestes “fixos” no espaço com a ajuda de 30 radiotelescópios. Para fazer uma medição direta, eles construíram o anel de laser mais estável do mundo, dentro de um laboratório subterrâneo, e o utilizaram para determinar as alterações na rotação da Terra. Balanço de Chandler A Terra oscila constantemente. Tal como um pião que é tocado enquanto gira, seu eixo de rotação oscila em relação ao espaço. Isto é em parte causado pela gravidade do Sol e da Lua. Ao mesmo tempo, o eixo de rotação da Terra muda constantemente em relação à superfície da Terra. Por um lado, isso é causado pela variação na pressão atmosférica, no movimento dos oceanos e no vento. Esses elementos se combinam em um efeito conhecido como oscilação de Chandler, ou balanço de Chandler, para criar o movimento polar. Levando o nome do cientista que o descobriu, esse fenômeno tem um período de cerca de 435 dias. Por outro lado, um evento conhecido como o “balanço anual” faz com que o eixo de rotação mova-se ao longo de um período de um ano. Isto se deve à órbita elíptica da Terra em torno do Sol. Estes dois efeitos fazem com que o eixo da Terra migre de forma irregular […]


Raios Cósmicos podem ter afetado a nave Phobos-Grunt(apolo11.com)

Fonte: Apolo 11 A agência espacial russa, Roscosmos, confirmou que a perda da nave interplanetária Phobos-Grunt ocorreu devido a uma pane em um dos computadores de bordo. Agência também descartou a hipótese de sabotagem ou sobrecarga causada por sinais de radares norte-americanos. As informações foram divulgadas na terça-feira, dia 31, pelo diretor da Roscosmos, Vladimir Popovikin, que também descartou as versões divulgadas extraoficialmente por analistas russos, que sustentavam que a nave havia sido atingida por pulsos de radar. As declarações de Popovkin jogam por terra as versões que circularam nos meios de comunicação e que levantaram a suspeita de que a falha havia sido causada por emissões de radares de vigilância norte-americanos localizados nas Ilhas Marshall, no oceano Pacífico. Segundo um militar russo, a sonda teria sido atingida por poderosos pulsos eletromagnéticos emitidos por esses radares alguns minutos depois de ser lançada. No entanto, cálculos orbitais feitos pelo Apolo11-Satview descartavam essa possibilidade, já que naquele dia sonda não estava ao alcance dos radares mencionados. Raios Cósmicos De acordo com Popovkin, a causa mais provável da falha foi um intenso bombardeio de partículas pesadas proveniente do espaço cósmico. “Ao que tudo indica, dois módulos computadorizados reiniciaram e ficaram em stand-by à espera de ordens, mas algumas falhas impediram que a nave obedecesse essas ordens”. Popovkin não disse como os investigadores chegaram a essa conclusão, mas provavelmente se basearam nos blocos de dados de telemetria que foram recebidos pela Agência Espacial Europeia, ESA, durante as tentativas de contato. A autoridade também não […]

Urandir UFO - phobos_grunt_em_terra

Urandir ufo - neutinos podem viajar mais rapido que velocidade da luz

Neutrinos podem ter viajado mais rápido que a luz

Quando, há poucos mais de um ano, cientistas do experimento Opera detectaram neutrinos transmutando-se de um tipo em outro, eles logo falaram da descoberta de uma “nova física”. E eles aparentemente já tinham nas mãos outros resultados ainda mais surpreendentes. Depois de dois anos de medições, e inúmeras revisões e checagens, eles finalmente resolveram compartilhar sua possível descoberta com outros pesquisadores. Segundo Antonio Ereditato, da Universidade de Berna, na Suíça, a equipe aparentemente detectou neutrinos viajando mais rápido do que a velocidade da luz.   Quebra da relatividade? Se neutrinos podem viajar mais rápido do que a velocidade da luz, então o preceito fundamental de que as leis da física são as mesmas para todos os observadores cai por terra.  A ideia de que nada pode viajar mais rapidamente do que a luz é um pilar da teoria da relatividade especial, formulada por Einstein. E esta teoria está na base de toda a física moderna. Isto sim, pode apontar para uma “nova física” – desde que os outros pesquisadores não encontrem erros no experimento e nas análises. “Nós tentamos por todos os meios descobrir um erro – erros triviais, erros mais complicados, efeitos impensáveis – mas não conseguimos encontrar nenhum,” disse Ereditato. Depois de tantos cuidados, ele e sua equipe afirmam ter alcançado um nível seis sigma, que indicaria uma descoberta científica realmente válida. Tudo vai depender do escrutínio que será feito nos dados por equipes de físicos do mundo todo. “Dadas as potenciais consequências de longo alcance desse resultado, medições independentes serão necessárias […]


Sol acordando: aurora boreau nos EUA

 A maior explosão maior  solar em radiação  em seis anos atingiu a Terra no dia 24 de janeiro, tendo chegado ao nosso planeta partículas de alta energia atômica, dizem os cientistas,  o que poderia ter causado mau funcionamento de satélites de comunicação e redes de energia. O maior impacto ocorreu na área do Pólo Norte. Enquanto isso, nos Estados Unidos, registrou-se  o fenômeno da aurora boreal  que não era visto na região há anos e surpreendeu os especialistas . As zonas polares têm pouca proteção contra explosões de radiação solar, devido à estrutura do campo magnético da Terra. Aviões evitam se utilizar de rotas para o Norte polar porque tempestades de prótons podem interromper as comunicações de rádio de alta frequência, disse em uma entrevista o especialista da NOAA Weather Prediction Center, físico Doug Biesecker.  Equipamentos de alta precisão do GPS também podem ser afetados pela radiação solar, mas as pessoas comuns dificilmente notam os erros de posicionamento do GPS. Enquanto isso, as Luzes do Norte iluminou os céus da Escócia, norte da Inglaterra e Irlanda com auroras, o que é uma raridade para a região relativamente ao Sul. A luz das auroras ficou visível por alguns dias, mais de acordo com o diretor da seção de Aurora do British Astronomical Association, Ken Kennedy. A primeira tempestade solar deste ano foi registrado em 19 de janeiro pelo extra-magnetosfera satélite da NASA no Solar and Heliospheric Observatory SOHO, Solar Terrestrial Relations Observatory STEREO, e Advanced Composition Explorer ACE, que ocorreram após […]

Urandir UFO - aurora boreal vista nos EUA - michigan_strip