Artefatos de 15 mil anos põe em dúvida teoria da colonização americana

Fonte: UOL  A descoberta no Texas (EUA) de um sítio arqueológico contendo milhares de vestígios de 15.500 anos atrás faz recuar em pelo menos 2 mil anos as estimativas de chegada dos primeiros ocupantes à América, além de colocar em dúvida a teoria atual sobre a colonização do continente. Uma corrente em vigor acredita que as primeiras tribos americanas fariam parte da cultura denominada Clóvis, com traços encontrados em vários pontos, a partir de 1932. Segundo esta hipótese controversa, os portadores desta cultura, caracterizada por uma técnica muito particular de entalhe de pontas de sílex de dois gumes, teriam vindo da Ásia há cerca de 13.500 anos através do Estreito de Bering, durante a Era do Gelo. Eles teriam, em seguida, se espalhado por todo o continente, até chegar à América do Sul. Nota da Redação do Projeto Portal: Cada dia que passa surge uma nova descoberta que coloca em cheque teorias já existentes, não só na área da antropologia, como a matéria publicada no site www.uol.com.br, mas também em toda a ciência. Será que a história da humanidade é bem diferente do que conhecemos até hoje? A exemplo da Terra Convexa em seus continentes, teoria proposta pelo ET Bilu que está em fase de testes para uma possível comprovação ou não, quem sabe logo não iremos nos deparar com uma versão totalmente nova sobre o povoamento de nosso planeta? A próxima revelação do ET Bilu, que ainda não tem data marcada, será sobre a origem do homem. O novo sítio […]

Urandir ufo - artefatos 15 mil anos

Urandir UFO - dr Erik D_ Andrulis

Origem, Evolução e Natureza da Vida explicados por nova teoria radical

 Para a nova teoria, os pilares da criação são mecanismos guiados por leis naturais, das quais a vida é uma parte imanente e pervasiva Fonte: Site Inovação Tecnológica – Baseado em artigo de Jessica Studeny A Terra é viva, propõe uma nova e revolucionária teoria científica da vida. A proposta está sendo feita por Erik Andrulis, professor de biologia molecular e microbiologia da Universidade Case Western, nos Estados Unidos. O cientista desenvolveu um modelo que pretende nada menos do que unificar a física, a química e a biologia.A teoria trans-disciplinar demonstra que objetos supostamente inanimados e não-vivos – por exemplo, planetas, a água, as proteínas e o DNA – são na verdade animados, ou seja, vivos. Com o seu amplo poder explicativo, aplicável a todas as áreas da ciência e da medicina, este novo paradigma pretende catalisar um verdadeiro Renascimento. Nota da Redação do Projeto Portal: A teoria elaborada pelo Dr. Erik Andrulis e já aceita em revistas especializadas aproxima-se das informações que as 49 raças parceiras do Projeto Portal passam aos pesquisadores. As inteligências de outros mundos consideram que tudo no Universo está vivo e move-se de acordo com seu desenvolvimento. Erik Andrulis adiantou seu controverso arcabouço teórico no manuscrito “Teoria da Origem, Evolução e Natureza da Vida”, publicado no jornal científico Life, que é revisado pelos pares – ou seja, outros cientistas acataram a proposta como, no mínimo, digna de ser lida. Emergência da vida no Universo A teoria explica não só a emergência evolutiva da vida na Terra […]


Projeto Portal Objetivos

O Projeto Portal  é formado por um grupo de pessoas bastante eclético, contando com pesquisadores de todas as religiões e linhas de pensamento,  unidos pelo objetivo  científico de elucidar fatos  nos mais diferentes campos  do conhecimento que a ciência comum ainda não respondeu. Nosso objetivo é o de despertar o conhecimento no ser humano, para que todos possam  se conscientizar  sobre  a importância do papel de cada um  no meio em que vivemos  e, consequentemente, perceber a realidade de forma mais ampla e abrangente, baseada em métodos científicos. O homem tem se preocupado com o desenvolvimento material, esquecendo-se de desenvolver sua própria capacidade. Se a mente é responsável pelo arquivamento dos dados de nossas vida e pela nossa maneira  de pensar e induzir o nosso corpo a agir, então temos de admitir que ela é capaz de determinar nosso bem ou mal-estar, tanto mental como físico. Buscamos a imunização através de nosso equilíbrio para atingir níveis mentais compatíveis e saudáveis. Podemos citar como exemplo de nossas atividades científicas nas áreas da antropologia e arqueologia as pesquisas sobre civilizações antigas, realizadas através das nossas expedições com o slogan “Descobrindo o Passado para entender o Futuro”. Nossa pesquisa tem  com  objetivo  encontrar evidências sobre a origem do homem e sua ligação com o Brasil, apresentando novas datas e períodos, preenchendo as lacunas nas teorias já existentes. Estudamos evidências de civilizações pré-colombianas com datações de aproximadamente 25.000 anos A.C., seguindo vestígios já encontrados em cavernas e rochas, como desenhos e símbolos desconhecidos em […]

proje toportal podermental

Expedição da Equipe Zigurats liderada por Urandir vai ao México pesquisar a Civilização Maia

Terceira expedição conheceu as ruínas maias na penísula mexicana de Yucatan e traçou paralelo com as Amazonas A Expedição Brasil – Equipe Zigurats realizou sua terceira atividade no período de 15 a 21 de janeiro de 2010 na Península de Yucatan, Estado de Quintana Roo, no México, visitando as ruínas da civilização maia nas localidades de Chichén-Itzá, Tulum e Cobá. Participaram da terceira expedição 87 pessoas, entre elas seis da França, entre médicos, advogados, professores, geólogos, estudantes, ufólogos, empresários, etc. Com o slogan “Revelando o passado para entender o futuro”, a terceira Expedição Brasil, a exemplo das duas realizadas à Amazônia em 2005, os trabalhos se focaram na pesquisa antropológica e arqueológica, desta vez estudando as civilizações pré-colombiana maia, tolteca e asteca e sua influência no momento atual vivenciado pela humanidade e sua ligação com o Brasil, principalmente no que se refere à lenda das “amazonas” que, segundo consta, viveram muitos anos em terras brasileiras com objetivos bem diferentes do que consta da crença popular. Foram visitadas as ruínas maias de Chichén-Itzá, onde está a pirâmide de Ku-Kul-Kan (nome de um dos principais deuses maias, conhecido como “serpente emplumada”). Ku-Kul-Kan ou o templo das Amazonas (rainhas/sacerdotisas que dirigiam a civilização maia), representa o tempo, muito bem registrado em suas 18 plataformas, sendo 9 de cada lado da escada principal com o simbolismo da divisão do ano solar maia em 18 meses. A cada lado da escadaria principal há 26 baixos relevos, ou seja, 52 painéis por fachada que correspondem ao […]


No Último ano as guerras triplicaram

Fontes: Deustche Welle e Pravda “Barômetro de conflitos” divulgado por Instituto de Heidelberg de Pesquisa Internacional de Conflitos apresentou resultados assustadores. Oriente Médio e África são principais celeiros de conflito. Especialistas alemães em pesquisa de conflitos fizeram um balanço dos choques mais violentos no mundo, com um resultado alarmante: no espaço de um ano, o número de guerras em curso mais do que triplicou. Conforme Natalie Hoffmann, do Instituto de Pesquisa Internacional de Conflitos de Heidelberg (HIIK, na sigla em alemão), é impossível detectar uma tendência em direção a um mundo mais pacífico. Ao invés disso, os números de 2011 foram os mais altos desde 1945. Os pesquisadores contaram 20 guerras e 166 “conflitos desenvolvidos de forma violenta”. O instituto alemão projeta um acréscimo nos próximos meses. No ano anterior, haviam sido registradas seis guerras e 161 conflitos violentos. Nota da Redação do Projeto Portal: Mais uma vez os números e as análises confirmam as informações passadas pelas 49 raças de inteligências de outros mundos parceiras do Projeto Portal ao seu presidente,Urandir Fernandes de Oliveira e a mais de 1.500 contatados. Há alguns anos os pesquisadores do Projeto Portal foram alertados sobre a ocorrência guerras civis em alguns países por diferentes motivos, bem como a ampliação da violëncia no mundo todo, inclusive a familiar. Mesmo vivendo em países diferentes, o medo é uma emoção dominante nas sociedades, seja pela violëncia nas ruas, bulliyng, entre amigos, etc. Esse quadro torna as pessoas cada dia mais propícias à manipulação e à incompreensão […]

Urandir ufo - guerras triplicaram

Urandir UFO - Em busca de partícula de Deus - cern

Cientista Busca a Partícula de Deus

 Fonte: Jamil Chade, de O Estado de S. Paulo GENEBRA – Apesar dos avanços na pesquisa científica, ainda conhecemos uma fração do funcionamento do universo. O alerta é do italiano Guido Tonelli, um dos dois líderes do projeto Compact Muon Solenoid (CMS), do Cern, que busca o bóson de Higgs e envolve 3 mil cientistas. O forte candidato ao Nobel, espera encontrar o elo perdido da física em um ano Nota da Redação do Projeto Portal: Como se sabe, e como já disse o ET Bilu, a nossa ciência, apesar de todo o avanço e toda a pesquisa, ainda desconhece as leis universais e tropeça em alguns parâmetros. O ET Bilu, ao revelar a teoria da Terra Convexa em seus continentes e nivelada nas águas, já disse, por exemplo,  que a Lei da Gravidade possui fatores que ainda não são conhecidos pela ciência da Terra e assim diversas outras questões do conhecimento humano, que ainda serão relevadas ou conhecidas pelo homem. O quebra-cabeça é gigantesco em todos os setores e esbarra em preconceitos, paradigmas e desafios ao nosso conhecimentoe. Toda a pesquisa que vise ampliar os horizontes é válida porque, como disse o cientista Guido Tonelli, “a vantagem de ser cientista é que sabemos o tamanho da ignorância da humanidade. Se encontrarmos o bóson de Higgs um dia, teremos desvendado apenas 4% do universo.” O CMS é uma câmera de 12,5 mil toneladas que tira fotos – com definição de 100 milhões de pixels – de choques de prótons que percorrem […]


Urandir Fernandes de Oliveira e Parceria do Projeto Portal com Exercito Brasileiro

Durante a segunda expedição à Amazônia o Projeto Portal recebeu apoio do Exército Brasileiro. Firmou-se então uma parceria nas pesquisas realizadas na floresta Amazônica. Na selva foram encontradas evidências de remotas civilizações e  antigíssimas marcas circulares atribuidas a pouso de objetos voadores na antiguidade. Urandir Fernandes de Oliveira participou comandando a equipe Zigurats do Projeto Portal. Fonte: http://www.urandirufo.com.br/ Artigo publicado em 2009-05-27 02:13:00.


Urandir ufo - medida da rotacao terrestre é feita pela primeira vez

A Rotação da Terra é medida pela primeira vez!

Fonte: Inovação Tecnológica  Um grupo com pesquisadores da Universidade Técnica de Munique, na Alemanha, tornou-se a primeira equipe do mundo a detectar mudanças no eixo da Terra através de medições em laboratório. Até hoje, os cientistas somente conseguiam rastrear as mudanças no eixo polar indiretamente, monitorando corpos celestes “fixos” no espaço com a ajuda de 30 radiotelescópios. Para fazer uma medição direta, eles construíram o anel de laser mais estável do mundo, dentro de um laboratório subterrâneo, e o utilizaram para determinar as alterações na rotação da Terra. Balanço de Chandler A Terra oscila constantemente. Tal como um pião que é tocado enquanto gira, seu eixo de rotação oscila em relação ao espaço. Isto é em parte causado pela gravidade do Sol e da Lua. Ao mesmo tempo, o eixo de rotação da Terra muda constantemente em relação à superfície da Terra. Por um lado, isso é causado pela variação na pressão atmosférica, no movimento dos oceanos e no vento. Esses elementos se combinam em um efeito conhecido como oscilação de Chandler, ou balanço de Chandler, para criar o movimento polar. Levando o nome do cientista que o descobriu, esse fenômeno tem um período de cerca de 435 dias. Por outro lado, um evento conhecido como o “balanço anual” faz com que o eixo de rotação mova-se ao longo de um período de um ano. Isto se deve à órbita elíptica da Terra em torno do Sol. Estes dois efeitos fazem com que o eixo da Terra migre de forma irregular […]


Bilu explica o formato da terra

Conforme prometido há 60 dias, o ET Bilu reapareceu na noite do dia 11 de junho na Fazenda Portal, município de Corguinho/MS para fazer sua primeira revelação à humanidade, gravando a informação durante conversa com o presidente da Associação Projeto Portal, o pesquisador e ufólogo Urandir Fernandes de Oliveira que, com certeza, vai causar muita polêmica no que se refere ao formato e à geografia terrestre.     O ET Bilu afirma que a Terra não é redonda, muito menos uma batata ou geóide, mas convexa nas formas continentais, com os mares nivelados em toda a sua borda coberta de gelo. E mais: a geografia terrestre é diferente do modelo que conhecemos principalmente no que se refere à posição dos continentes. O que vemos em relação ao formato da Terra não passa de ilusão de ótica.     Assista ao vídeo e entenda a teoria do ET Bilu sobre a Terra. Você concorda com isso? Os pesquisadores do Projeto Portal, junto com outros cientistas da área, farão os testes propostos pelo ET Bilu e irão divulgá-los na medida em que os mesmos forem concluídos. Bilu voltará com novas informações, não só sobre o formato da Terra, mas sobre a origem do homem, sobre Jesus Cristo, sobre Deus – o Arquiteto do Universo e muito mais. Artigo publicado em 2011-06-29 23:26:00.


raio laser no monitoramento da atsmosfera - La Palma - Teenerife

Laser ajudará no monitoramento da atmosfera terrestre

Fonte: Site Inovação Tecnológica, com informações da ESA A agência espacial europeia (ESA) demonstrou a viabilidade de usar um raio laser para monitorar os gases com efeito estufa. O objetivo é usar o laser entre dois satélites no espaço. Para aferir a técnica, contudo, os experimentos foram feitos nas ilhas Canárias onde foram disparados feixes de laser de La Palma para Tenerife. Durante duas semanas, o céu noturno entre as duas ilhas iluminou-se de luz verde – o que parecia mais uma cena do filme Guerra das Estrelas do que uma experiência para compreender a atmosfera terrestre. Espectroscopia com infravermelho A experiência foi concebida para testar a técnica de “espectroscopia de absorção diferencial no infravermelho” para medições de grande precisão de gases como o dióxido de carbono e o metano. Esta técnica irá ligar dois satélites em órbita da Terra: um funcionará como transmissor e o outro como receptor. Enquanto o feixe viaja de um para o outro, a atmosfera é analisada. O Observatório del Roque de los Muchachos fez a transmissão dos dois feixes de laser, verde e infravermelhos, dirigidos para a estação de Tenerife. A técnica conhecida como “ocultação” baseia-se no acompanhamento de sinais de satélites à medida que estes surgem ou desaparecem no horizonte, e é um método bem estabelecido de estudo da atmosfera. Já a nova técnica usa lasers infravermelhos, em vez das micro-ondas usadas no método mais comum. No comprimento de onda certo, as moléculas da atmosfera alteram o feixe de laser. Esta informação pode ser […]


Sonho de Einstein realizado: Fótom é aprisionado

Fonte: Redação do Site Inovação Tecnológica Uma equipe de pesquisadores europeus conseguiu pela primeira vez estabilizar um estado quântico de forma constante. Este foi um sonho várias vezes manifestado por Albert Einstein, que afirmava que se contentaria em observar um fóton preso por um segundo – Einstein não se dava muito bem com as predições pouco usuais da mecânica quântica, que ele nunca aceitou por completo. Clément Sayrin e seus colegas do Laboratório Kastler Brossel, na França, fizeram bem mais do que isso: eles mantiveram um número constante de fótons aprisionados dentro de uma cavidade de micro-ondas “de forma permanente”, segundo relataram em um artigo publicado na revista Nature. Caixa de fótons Essa caixa de fótons é uma cavidade de ressonância formada por dois espelhos supercondutores, onde os fótons ficam presos de forma contínua, sem precisar que eles sejam continuamente transferidos de uma armadilha para outra. Normalmente um fóton, a unidade básica da luz, somente pode ser observado quando ele desaparece. Por exemplo, quando atinge as células fotorreceptoras do nosso olho, o fóton deixa de existir e sua “informação” é traduzida na forma de um impulso elétrico que nos dá consciência de sua finada existência. Seu aprisionamento – ou estabilização, como chamam os físicos – permite que eles sejam estudados de forma direta, eventualmente sem serem afetados, algo que passou a ser cogitado há pouco tempo com a chamada “medição fraca”. Fronteira quântica-clássica Fótons e outras partículas subatômicas obedecem às regras da mecânica quântica, um tanto esquisita em relação à […]

Urandir  ufo - atomo é aprisionado pela primeira vez

Urandir – Galeria de Fotos

  Antigas Marcas de sapata de pouso de ovnis encontradas na floresta Amazônica durante expedição de Urandir e Projeto Portal               Urandir e Soldado do exército brasileiro durante a 2a expedição Zigurats – Projeto Portal à floresta amazônica           Urandir em entrevista à Edmo Garcia, no programa Pesquisa Ufológica na Rádio Manchete RJ                 Urandir mostra as marcas impressas em sua cama após sua abdução.             Urandir e Projeto Portal visitam aldeia indígena durante 2a expedição Zigurats na Amazônia.                 Urandir durante entrevista no Programa do ratinho do SBT.               Marcas rupestres encontradas na Amazônia durante expedição Zigurats Urandir e Projeto Portal. Artigo publicado em 2009-07-02 03:24:00.


Leis da Física variam ao longo do Universo

 Fonte: Site Inovação Tecnológica Um dos mais queridos princípios da ciência – a constância das leis da física – pode não ser verdadeiro. Um estudo publicado na mais conceituada revista de física, a Physical Review Letters, afirma que as leis da natureza podem variar ao longo do Universo. O estudo concluiu que uma das quatro forças fundamentais, o eletromagnetismo, parece variar de um lugar para outro. O eletromagnetismo é medido por meio da chamada constante de estrutura fina, simbolizada pela letra grega alfa (α).  Esta constante é uma combinação de três outras constantes: a velocidade da luz (c), a carga do elétron (e) e a constante de Planck (h), onde α = e2/hc. O resultado é cerca de 1/137, um número sem dimensão, o que a torna ainda mais fundamental do que as outras constantes, como a gravidade, a velocidade da luz ou a carga do elétron. Em termos gerais, a constante alfa mede a magnitude da força eletromagnética – em outras palavras, a intensidade das interações entre a luz e a matéria. Nota da Redação do Projeto Portal: Os pesquisadores das Universidades de Nova Gales do Sul e Swinburne, na Austrália, e Cambrige, no Reino Unido, estao prestes a confirmar recente afirmação do ET Bilu, segundo a qual as leis de física conforme a conhecemos não estão totalmente adequadas, existindo outros mecanismos que influem no equilíbrio e movimento dos corpos e que há viariantes e outras forças ou leis ainda desconhecidas que atuam nesse mecanismo, algumas delas provenientes de […]

Urandir UFO - variacao-das-leis-da-fisica

Urandir UFO- base-antartida

Pesquisador Afirma: Interesse na Antartida não é Científico

Fonte: INFO O incêndio na base brasileira Estação Antártica Comandante Ferraz, em fevereiro, levantou questões sobre a importância das pesquisas científicas realizadas no continente e quais os impactos que o acidente traz para o Brasil. Dr. Luiz Carlos Molion, membro da OMM (Organização Meteorológica Mundial) e professor de climatologia da Universidade Federal de Alagoas, esteve envolvido com o PROANTAR (Programa Antártico Brasileiro) entre 1984 e 1987. Em entrevista para INFO, Molion esclarece quais os reais interesses brasileiros na Antártica. Molion: Há 110-150 milhões de anos, estima-se que a Antártica pertencia a região equatorial, que vai do oeste da Amazônia às Ilhas Galápagos. Era um local com florestas densas e vulcões, com riqueza de minerais preciosos e raros, como ouro e, possivelmente, petróleo, já que biomassa é uma das fontes de petróleo. Há 30-50 milhões de anos, a Antártica se posicionou no Polo Sul e começou a acumular gelo. Mas, seu território riquíssimo é o que atrai os países. O Tratado da Antártica, em 1959, diz que a região não pertence a nenhum país em particular e que seria reservada para atividades pacíficas, como pesquisas científicas. Porém, parece estar claro que, quem não marcar sua presença com pesquisas no território ficará fora quando o “bolo” for repartido. Eu acho que não há interesse brasileiro real em pesquisas na Antártica. Existe, sim, o interesse geopolítico, para ter sua fatia do “bolo” quando daqui há décadas os recursos naturais do continente forem explorados. INFO: Quantos projetos, em média, eram mantidos na Estação? Algum […]


Urandir Fernandes de Oliveira aceita desafio de paranormalidade mas programa Fantástico desiste

Paranormal é todo indivíduo que realizam algum fenômeno físico ou psíquico apenas usando o poder mental. Muitas pessoas conseguem realizar tais fenômenos paranormais, uns com mais, outros com menos intensidade. É verdade que os paranormais estão frequêntemente asssocidas à eventos da ufologia. Muitos são casos de contatos com seres extraterrestres. Um dos mais polêmicos é o caso de Urandir Fernades de Oliveira (UFO). Urandir tem contato com seres extraterrestres desde os 13 anos de idade. Desde então Urandir começou a realizar muitos fenômenos usando o poder e controle da mente, como materializar pedrinhas em formato de disco voador, entortar metais como moeda, colheres e outros talheres, projetar luzes em suas mãos, quebrar pratos sem tocá-los, entre outros. Essas habilidades já foram confirmados com provas científicas realizadas em laboratórios de pesquisas, da análise de exames de ondas mentais que comprovam a frequência mental alterada, que possibilita a realizaçõa dos fenômenos. Alguns desses exames foram acompanhados por equipes de TV, dando maior credulidade. Apesar disso, Urandir sofre acusações de grandes dimensões de ufólogos brasileiros que alegam que suas habilidades são fraudes e em suas lista de discussão o acusam falsamente de charlatão. Esses céticos lançaram um desafio há alguns anos atrás que foi aceito por Urandir para participar do Programa Fantástico da Rede Globo. Até hoje alegam que Urandir não aceitou o convite para demonstrar suas habilidades paranormais. Isso é o que eles colocam em seus ataques e difamações contra Urandir. Mas mostramos aqui que o desafio foi aceito. Alguns dias depois […]